O Grêmio e o estafe de Thiago Neves acertam os últimos detalhes para a assinatura da rescisão contratual entre o clube o meia de 35 anos. A decisão para o rompimento do vínculo partiu do clube e gerou ruído entre as partes nos últimos dias, mas o assunto está bem encaminhado.

As minutas da rescisão começaram a ser redigidas nesta segunda-feira. Tanto o estafe do atleta quanto o departamento jurídico do clube mantêm contato diário e a expectativa é de que as partes assinem a rescisão até quarta-feira ou no máximo até sexta.

Thiago Neves, Grêmio 1x2 Sport, Brasileirão — Foto: Lucas Bubols/ge

Thiago Neves, Grêmio 1×2 Sport, Brasileirão — Foto: Lucas Bubols/ge

Na última sexta-feira, o Grêmio decidiu romper o vínculo contratual com Thiago. Horas depois o atleta se disse surpreso com a notícia, revelando que não havia sido avisado sobre a decisão.

Além do rendimento em campo na derrota para o Sport, a direção gremista também levou em conta uma cláusula no contrato de Thiago que previa renovação automática para 2021, com pagamento de R$ 2,4 milhões em luvas e aumento salarial.

Thiago Neves estava perto de ativar essa cláusula com a participação em 20 jogospelo clube. O meia foi relacionado para 17 partidas e entrou em campo em 14 na temporada, nove pelo Gauchão e cinco pelo Brasileiro.

A trajetória de Thiago no Grêmio foi marcada por uma onda crescente de críticasda torcida, que chegou ao ápice após a derrota para o Sport. Bancado pelo técnico Renato, o meia começou como titular, mesmo com Jean Pyerre à disposição.

Após o empate contra o Atlético-GO, o quinto do Grêmio no Brasileirão, Renato falou sobre a saída de Thiago Neves e afirmou que o assunto estava “encerrado” no clube.

– Não adianta falar e falar do Thiago porque é um assunto encerrado pelo presidente. Todos sabem a admiração que tenho por ele, mas foi uma decisão do presidente. Ponto. Não adianta alimentar uma decisão que já morreu. Precisamos pensar no jogo de quinta-feira – completou.



Veja também