Foto: Fabiano do Amaral

Na busca pelo tetracampeonato e em ritmo de treino, o Grêmio venceu o Brasil de Pelotas por 4 a 1 nesta quarta-feira, na Arena, na sua estreia no Gauchão. Pensando na Copa do Brasil, o Tricolor escalou uma equipe alternativa, que teve boa apresentação com destaque para o meia Pinares, autor de duas assistências e boa participação na mêcanica do meio de campo. Resultado deixa o time gremista na terceira colocação do estadual, mas com um jogo a menos. 

Se aproveitando da fragilidade do Xavante, a equipe de Renato Portaluppi “resolveu” o jogo já na primeira etapa, com gols de Lucas Silva, de pênalti, Ferreirinha, em lindo lançamento de Pinares e Guilherme Azevedo, também com auxílio do chileno. Tudo antes dos 30 minutos e sem dar espaços para os visitantes atacarem

Na volta do intervalo, o Brasil descontou aos dois minutos com André Krobel, mas viu Isaque dar números finais ao jogo aos 8 minutos. O técnico gremista então aproveitou o restante do confronto para “rodar” a gurizada e colocou jovens como Pedro Lucas e Ricardinho. De negativo para o Grêmio, somente o cartão vermelho de Ferreirinha, que tinha atuação segura e se candidatava a titularidade, mas foi expulso em lance infantil por agressão em Matheuzinho, aos 31 minutos. 

Agora, o Tricolor volta suas atenções para a decisão da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, no Allianz Parque, às 18h. Para ser campeão, a equipe gremista precisa vencer por vantagem de um gol e nas penalidades, ou por dois de margem para ser hexa no tempo normal. Amanhã, no começo da tarde, a delegação viaja para Atibaia, no interior de São Paulo, para concentrar e se preparar para a decisão. 

Passeio na primeira etapa

Com Pinares como o “maestro”, o time alternativo do Grêmio atropelou o Brasil de Pelotas durante toda a primeira etapa. Sempre controlando a posse, a equipe de Renato se aproveitou da fragilidade do adversário e fez o que quis. Aos 15 minutos, Héverton puxou Thaciano dentro da área. O árbitro marcou pênalti, que Lucas Silva bateu firme para abrir o marcador. 

Na sequência, um golaço coletivo. Pinares deu lindo passe para Ferreira entre os zagueiros. O jovem garoto deu uma cavadinha de cabeça em Matheus Nogueira e ampliou na Arena aos 19 minutos. Pressionado, o Brasil não conseguia atacar e nem responder. O atacante Bruno Paraíba praticamente nem foi acionado. 

Em ritmo de treino, o Tricolor ampliou aos 28 minutos. Novamente o chileno Pinares avançou pela esquerda, cavou o goleiro e Guilherme Azevedo apareceu para “roubar” o gol do companheiro. Foi seu primeiro como profissional. O “passeio” prosseguia e só não foi mais pelo goleiro do Xavante, que salvou finalização de Ferreira em dois tempos aos 43 minutos.

Jogo controlado e chance para os meninos

Logo na volta do intervalo, o lateral-direito André Krobel viveu emoções distintas. No primeiro minuto, falhou no domínio e quase entregou um gol para Isaque. Na sequência, fez bela jogada individual, passou fácil por Ferreira e Rodrigues e descontou para o Brasil na Arena, aos dois minutos.  O Xavante até tentou pressionar, mas o Tricolor retomou o controle rapidamente. 

David Braz deu bonito passe para Vanderson na linha de fundo, o lateral chegou bem e entregou o gol para Isaque, aos 8 minutos. Uma resposta imediata gremista. Com o placar resolvido, o ritmo diminuiu e Renato colocou a “gurizada” para atuar. Os garotos Ricardinho, Pedro Lucas e Ruan entraram nas vagas de Vanderson, Isaque e Thaciano. 

Apesar do clima tranquilo, o atacante Ferreira foi expulsou, aos 31 minutos, por agressão em Matheuzinho. O meia do Brasil chegou forte no gremista, que perdeu a cabeça e “comprometeu” sua boa atuação. Os ânimos se arrefeceram e a partida foi tranquila até o final, sem maiores emoções. Agora, tudo é Copa do Brasil para o Grêmio. 



Veja também