Grêmio domina, mas acaba derrotado e perde invencibilidade em Pelotas

1 de abril de 2012 - Às 20:57
Pela 6ª rodada da Taça Farroupilha na Boca do Lobo em Pelotas, o Grêmio enfrentou o time da casa e se deu mal. A derrota de 1 a 0, com gol de Reinaldo, interrompeu a sequência de sete vitórias seguidas, os 100% no segundo turno e a invencibilidade. O Tricolor foi bastante ofensivo, principalmente no segundo tempo, mas com boa atuação do goleiro do Pelotas e uma defesa firme do time da casa, o placar não se alterou.

A primeira derrota de Luxa no comando do Grêmio


A partida não poderia começar pior para o Tricolor. Logo aos 2 minutos, Brida cruzou e Reinaldo tocou de cabeça no canto, sem chances para Victor. O time da casa começou empolgado, e chegou na sequência, mas não ampliou. O Tricolor, aos poucos foi segurando mais a bola e tocando, ficando mais presente no campo de ataque.

A primeira boa chance Tricolor veio só aos 20 minutos, quando Léo Gago cobrou falta e o goleiro teve que espalmar. Aos 26, o goleiro Victor salvou o Grêmio após belo chute de Clodoaldo. Três minutos depois, o argentino Bertoglio fez jogada individual e bateu para defesa em dois tempos do goleiro do Pelotas.

Aos 38 minutos, Marcelo Moreno apareceu pela primeira vez no jogo, e chutando quase sem ângulo, a bola raspou a trave antes de sair. Aos 42 foi a vez de Gabriel arriscar, mas a bola voltou a bater no poste.

Na etapa final, com André Lima no lugar de Souza, o Grêmio claramente seria mais ofensivo. Aos 8, o atacante quase fez o gol de empate. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, Marcelo Moreno cabeceou completamente livre, para o chão. A bola quicou e foi sobre o gol.

O time da casa jogava defensivamente, e bem, segurando os ataques gremistas. Aos 30, Edilson bateu falta e o goleiro espalmou, na sobra, Moreno tentou novamente, para nova defesa do goleiro. Dois minutos mais tarde, Moreno recebeu cruzamento e tocou de cabeça, mas fraco, o goleiro defendeu.

O Tricolor só não tinha Victor no campo ofensivo. Aos 40, André Lima recebeu cruzamento e cabeceou, o goleiro Fernando Júnior espalmou. Aos 46, Vilson teve chance de cabeça, mas a bola passou muito perto. O Pelotas segurou o resultado, e apesar de muito melhor no jogo, não conseguiu empatar.



Veja também