Foto: Matsu Panzenhagen | Camejo Comunicação

A direção do Grêmio confia que poderá realizar todos os jogos do time na Arena antes da pausa para a Copa América 2019. Mesmo que o Comitê Organizador Local da competição reserve o gramado de cada campo utilizado na competição a partir de 14 de maio – 30 dias antes do início do torneio de seleções –, o presidente Romildo Bolzan Júnior garante ter recebido garantias da Conmebol de que o clube poderá mandar os jogos da equipe em sua casa, sem necessidade de mudanças.

Assim, o clube não correria o risco de precisar trocar de casa para jogos do Brasileirão, Copa do Brasil e uma eventual oitavas de final da Libertadores, em caso de classificação. O Campeonato Brasileiro, por exemplo, só para em 12 de junho – dois dias antes da abertura da competição de seleções.

Novo gramado da Arena — Foto: Matsu Panzenhagen/Camejo Comunicação

Novo gramado da Arena — Foto: Matsu Panzenhagen/Camejo Comunicação

Conforme informou o Comitê Organizador Local da Copa América ao GloboEsporte.com, durante o período de resguardo dos gramados dos estádios-sede, a realização de jogos vai depender de avaliação e inspeções periódicas de uma consultoria contratada pela organização do torneio. Nos dias de jogos e véspera das partidas no sul-americano, o controle dos estádios é 100% da organização.

Por meio de nota oficial, a administração da Arena diz que estuda junto com Grêmio e Conmebol uma forma de não prejudicar o clube e nem a competição. Além do estádio gremista, Maracanã, Morumbi, Arena Corinthians, Mineirão e Fonte Nova são as outras sedes do torneio.

Confira a íntegra da nota da Arena.

“O regulamento da Confederação Sul-Americana de Futebol prevê um resguardo no gramado dos estádios-sede da Copa América de até 30 dias antes da primeira rodada. A Arena do Grêmio compreende a necessidade salutar de preservar o solo antes do início da competição e estuda, junto do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense e Conmebol, a melhor alternativa para atender ao regulamento de forma não prejudicial ao Clube, considerando que o calendário para o período ainda não está definido”.



Veja também