O Grêmio deve apresentar entre domingo e segunda-feira as novidades do departamento de futebol após a saída do técnico Renato Portaluppi. Além de um acordo encaminhado com Tiago Nunes, o novo vice-presidente de futebol também já está praticamente definido. O executivo caminha para ser um profissional que já está no clube.

O vice-presidente eleito Marcos Herrmann é o nome dado como certo nos bastidores para a pasta mais importante do clube. Herrmann tem experiência no departamento de futebol na década de 90 e deve ser mais um dos vice-presidentes a assumir o posto.

Antes, Duda Kroeff, Adalberto Preiss e Paulo Luz, todos colegas de Herrmann no Conselho e Administração, passaram pelo futebol. Junto ao vice de futebol, devem estar outros dois diretores e um executivo. Estes nomes devem ser definidos a partir da preferência do novo vice-presidente de futebol.

Marcos Herrmann deve ser confirmado como vice de futebol — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Marcos Herrmann deve ser confirmado como vice de futebol — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Entre os nomes cogitados para esses cargos estão o diretor-adjunto da base Eduardo Fernandes, o diretor-geral da base, Gustavo Schmitz, e o diretor da transição, Kevin Krieger — este, no entanto, negou a possibilidade de assumir qualquer uma das vagas.

O Conselho de Administração trabalha para buscar um executivo que não necessite muito tempo de adaptação ao clube. Por isso a possibilidade de um dirigente já do clube assumir a função.

Fernandes conhece os jovens do clube, já que está há três anos na base, e é formado em gestão do futebol e como executivo pela CBF.

No mercado, as últimas contratações para a função foram Klauss Câmara e André Zanotta. Alvo em outros momentos, Luís Vagner, gerente de seleções na CBF, negou qualquer contato até agora. Outro que participou de processo seletivo no clube em período anterior foi Luciano Elias, gerente da Copa do Mundo em Porto Alegre, mas também sem ser procurado.

Técnico encaminhado

Conforme o ge já havia adiantado, a situação com Tiago Nunes está muito bem encaminhada. Não há no momento entraves postos entre as partes.

O treinador deve chegar com os auxiliares Evandro Fornari e Kelly Guimarães e também pelo menos mais uma pessoa de sua confiança. No Corinthians, o treinador levou o analista Pedro Sotero. É uma vaga que pode ser preenchida também no Grêmio.

Tiago Nunes em treino do Corinthians no CT Joaquim Grava — Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

Tiago Nunes em treino do Corinthians no CT Joaquim Grava — Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

A preparação física e o trabalho específico com os goleiros ficarão com os profissionais do Grêmio: Reverson Pimentel, contratado nesta temporada, e Mauri Lima, buscado em 2020.

Renato deixou o clube com os auxiliares Alexandre Mendes e Victor Hugo Signorelli. O Tricolor não tem um profissional permanente na comissão.

O Grêmio entra em campo neste domingo, às 20h, contra o Novo Hamburgo, na Arena. Thiago Gomes, técnico do sub-21 gremista, comandará a equipe pelo segundo jogo consecutivo.



Veja também