Em um momento turbulento na temporada, o Grêmio decidiu promover alterações no departamento de futebol. O clube demitiu o executivo de futebol Klauss Câmara nesta sexta-feira. O anúncio foi feito pelo presidente Romildo Bolzan Júnior em entrevista ao lado do técnico Renato Portaluppi.

Mais cedo, a assessoria de imprensa do clube divulgou uma convocação para a entrevista afirmando que não haveria trocas no departamento de futebol. Mas segundo o presidente, a decisão da saída do dirigente já estava tomada, foi apenas um erro de comunicação.

– Embora a reunião tenha sido convocada de manutenção plena, estamos comunicando que o Klauss não é mais nosso gerente de futebol. Essa situação aconteceu pela manhã, depois da comunicação feita à imprensa. Cabe o agradecimento especial a ele – disse o presidente Romildo.

Romildo Bolzan anunciou a saída de Klauss Camara — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Romildo Bolzan anunciou a saída de Klauss Camara — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O clube atravessa um momento turbulento, intensificado após a derrota por 2 a 0 para a Universidad Católica, no Chile, na retomada da Libertadores. Na quinta-feira, a delegação foi recebida em Porto Alegre com manifestação da torcida e cobranças a dirigentes e jogadores.

O executivo Klauss Câmara e o preparador físico Márcio Meira eram os principais alvos de contestações internas e internas, mas apenas o primeiro deixará o cargo. O executivo estava no clube janeiro de 2019 e nos últimos dias vinha tendo o trabalho questionado, principalmente após as várias contratações de jogadores com passagens pelo Cruzeiro, seu ex-clube.

O técnico Renato Portaluppi, que completa quatro anos no comando neste sábado, também sofre com críticas de parte da torcida nas redes sociais. Mas foi respaldado mais uma vez pelo presidente.

– É uma situação momentânea e passa. Não vai ser permanente. Por uma razão simples, porque temos um elenco capaz de ar a volta por cima. O pior diagnóstico é jogar a toalha. Estamos juntos salvar a moral, o nível de confiança do grupo, da comissão técnica. E avaliação que o cenário que temos é de plena recuperação. Acredite a torcida nisso. Nãoo tem avaliação interna, estamos convencidos é ficar como estamos e vamos passar por isso – completou o presidente.



Veja também