O Grêmio recebeu e recusou uma proposta de € 3,5 milhões (R$ 22,9 milhões) do Genk, da Bélgica, pelo zagueiro Ruan, formado nas categorias de base do clube. O clube gaúcho até aceita abrir negociação pelo defensor de 21 anos, mas por aproximadamente € 8 milhões (R$ 52,3 milhões).

A intenção do Grêmio é receber cerca de € 5 milhões à vista e os outros € 3 milhões em bônus. O Tricolor detém 60% dos direitos de Ruan. Os outros 40% são do Novo Hamburgo.

Zagueiro Ruan, do Grêmio — Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio

Zagueiro Ruan, do Grêmio — Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio

A negativa da proposta foi divulgada pelo Uol e confirmada pelo ge. Um clube da Espanha e outro da Itália – ambos com nomes mantidos em sigilo – indicaram que farão investidas por Ruan nas próximas semanas.

Ruan também recebeu proposta de empréstimos de dois clubes da Série A do Brasileirão, um do Nordeste e outro do Rio de Janeiro. Ambas negadas pelo Grêmio e pelo estafe do jogador.

Conforme apurado pela reportagem, o Grêmio projeta aproveitar mais o zagueiro no elenco principal. O estafe do atleta entende que ele precisa jogar, mas acha que há pouco espaço, principalmente pela dupla Geromel e Kannemann ser dona da zaga gremista. Os reservas imediatos são David Braz e Paulo Miranda e ainda há Rodrigues, que vem ganhando mais chances que o jovem defensor.

O zagueiro tem contrato até o final de 2022 com o Tricolor e multa rescisória de € 50 milhões (R$ 327 milhões). No ano, Ruan tem um jogo completo (contra o Pelotas, na Recopa Gaúcha). Ele também entrou nos minutos finais contra o Ceará (Brasileiro), Inter e Universidad Católica (Libertadores).



Veja também