Grêmio define valor mínimo para negociação de Luan

Com bom desempenho, jogador começa a sofrer assédio do exterior

8 de junho de 2016 - Às 12:09
Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

Luan é hoje o principal destaque da equipe. Artilheiro e autor do gol da vitória na última rodada, o jogador começa a ser cada vez mais assediado pela Europa e sua permanência no Tricolor pode estar com os dias contados. Porém, o Tricolor já estipulou um preço mínimo para a negociação do atleta: R$ 100 milhões.

No ano passado, conforme apurado, o Grêmio rejeitou uma proposta de aproximadamente 15 milhões de euros, quase 60 milhões de reais, pois o Tricolor acreditou que o jogador poderia valer mais no futuro. E isso realmente aconteceu.

Desta forma, o jogador ganha valor no mercado e o presidente Bolzan estipula um valor mínimo de venda de 25 milhões de euros, cerca de R$ 100 milhões. O desejo da equipe é ter o jogador o maior tempo possível e qualquer proposta inferior a essa seria prontamente recusada pelo clube.

“O valor que entrar precisa resolver as questões do clube, não apenas vender por vender. Não temos essa obrigação”, disse o mandatário na última semana. O Tricolor possui 70% dos direitos do atleta e seu vínculo vai até 2018.

A multa rescisória está em 60 milhões de euros para o mercado do exterior. Para levar o jovem de 23 anos sem direito a negociação, os clubes de fora do país precisarão desembolsar ao menos R$ 234,8 milhões pela cotação atual.



Veja também