Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O alerta dos gremistas está ligado no Brasileirão. O Grêmio mantém o pensamento rodada a rodada nesta reta final para conseguir estar dentro do G-4. O CSA é o adversário da noite desta quinta-feira, às 21h, na Arena, mas os olhares também estarão no São Paulo, por ora o grande rival da briga – antiga, diga-se –, pela vaga direta para a Libertadores.

O apelido de tricolores une Grêmio e São Paulo numa disputa por um espaço entre os quatro primeiros. É que em 2018, os gaúchos ficaram na quarta posição, três pontos à frente dos paulistas, em quinto. A reta final do Brasileirão reservou um duelo particular. A partir da 28ª rodada, ficou justo, ponto a ponto. Na 33ª, o Grêmio ultrapassou o São Paulo e permaneceu na quarta colocação até o final.

Ainda que a vaga direta na Libertadores de 2020 siga sendo duelada pelas equipes, ainda restam cinco jogos até o Grêmio pegar o São Paulo. Até o momento, os tricolores estão divididos por dois pontos. Os gaúchos podem roubar a vaga do G-4 caso vençam o CSA e os paulistas tropecem diante do Fluminense, duelo das 19h30 desta quinta .

Tem equipes brigando para não cair, jogando a vida como falamos, mas disputamos outro campeonato, que é buscar a vaga da Libertadores. Não podemos deixar estes pontos para trás como deixamos no primeiro turno (Léo Moura)

Mas muita calma nessa hora. Na entrevista coletiva desta quarta, Geromel tratou de ligar o alerta para a equipe do CSA antes de pensar no São Paulo. O zagueiro quer foco total sempre no próximo adversário, sem pensar lá na frente.

— Agora estamos na parte de cima da tabela, dois pontos à frente do São Paulo. Nosso objetivo é entrar na vaga direta da Libertadores do ano que vem. Estamos única e exclusivamente focados no CSA. Não vai ser fácil, eles têm feito boas partidas. Chegaram a ganhar do Corinthians. Vamos nos empenhar. Se a gente não pensar no próximo, não é o caminho correto — avaliou o defensor.

A distância de 21 pontos e 13 posições na tabela opõem Grêmio e CSA com objetivos opostos no campeonato. Um briga para não cair, outro por vaga na Libertadores. Campeonatos diferentes, como diz Léo Moura. E tudo isso, na visão de Geromel, acarreta num fator psicológico na partida.

— Esses últimos jogos têm importância nessa reta final. Uns jogam para não cair, outros para conseguir Libertadores, outros para não se distanciar. Todos têm objetivo. Todo jogo tem fator psicológico muito pesado. Nosso grupo é muito experiente. Esse nosso foco aqui vai fazer diferença — analisou.

Pedro Geromel fala em foco a cada rodada  — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Pedro Geromel fala em foco a cada rodada — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A briga do Grêmio com o São Paulo pode ganhar contorno ainda mais decisivo nesta quinta-feira, quando a equipe encara o CSA na Arena, às 21h. Enquanto os paulistas enfrentam o Fluminense no Maracanã, às 19h30



Veja também