Foto: Fernando Gomes/Agência RBS

Após o pedido de demissão de Marcos Herrmann, o Grêmio age rápido nos bastidores para definir um novo vice de futebol e já tem um nome em pauta. A direção convidou Dênis Abrahão para assumir o cargo, e o ex-dirigente deve dar uma resposta ainda nesta quinta-feira.

Dênis Abrahão atuou no Grêmio na década de 1990, foi diretor executivo de 1999 a 2002 e é conselheiro do clube. Ele tem uma relação próxima com o presidente Romildo Bolzan Júnior, que descartou, em entrevista à GZH, acumular a função de vice de futebol.

O assunto deve ser discutido em uma reunião à tarde entre Romildo e os vice-presidentes do Conselho de Administração. A busca por um novo treinador também fará parte da pauta do encontro. O clube sondou Vagner Mancini, do América-MG, mas também analisa outros nomes.

Marcos Herrmann pediu demissão após a derrota para o Fortaleza, na noite de quarta-feira, no Castelão. O dirigente afirmou que sua saída é a tentativa de “dar uma oxigenada e criar um fato novo” no clube.

Em rápido pronunciamento, Herrmann pediu desculpas ao torcedores pelo momento do Grêmio, mas também fez um apelo para que a torcida siga apoiando o time. O Tricolor é o penúltimo colocado no Brasileirão.

– Sou demissionário do cargo de vice-presidente de futebol, porque acho importante que a gente dê uma oxigenada. Agora vem uma nova comissão técnica. É importante que a gente respire ares novos, crie um fato novo e toque a vida adiante. Temos uma mudança de ciclo. Confesso que não sabia que era tão difícil. Mas o clube tem condições de superar esse momento. Reitero: é fundamental que o apoio da nossa torcida não falte ao clube, especialmente aos jogadores – declarou.



Veja também