A lista de prioridades do Grêmio atualmente no mercado tem a contratação de um volante para o início da próxima temporada. O presidente Romildo Bolzan centraliza as situações com o executivo Klauss Câmara. A procura é por um volante com estatura alta, mas características bem próprias do clube gaúcho.

A ideia é ter um jogador que saiba jogar, como já é marcante do Tricolor, mas possa dar também uma característica mais física. Aliar altura, intensidade e técnica. O técnico Renato Gaúcho, durante o ano, justificou várias vezes a escalação de Rômulo ou Michel, camisas 5 mais “clássicos”, por conta da estatura de ambos em comparação com Matheus Henrique e Darlan.

Maicon é utilizado como exemplo. Tem estatura e capacidade técnica, embora lhe falte uma mobilidade maior para preencher o setor. A intenção é fechar estas valências para contratar. Até porque Maicon passará por cirurgia no joelho esquerdo em janeiro e Matheus Henrique começa o ano cedido para a seleção brasileira sub-23, no Pré-Olímpico da Colômbia.

Assim, Renato terá à disposição no início do ano Michel, mais marcador, Thaciano, que atua também como meia, e os jovens Darlan e Frizzo, ambos formados no clube. Jean Pyerre pode, eventualmente, ser recuado para atuar pelo setor também.

A saída de Romulo já havia sido encaminhada ao término do Brasileirão. Só que o técnico Renato Gaúcho queria a permanência do volante. O Grêmio chegou a considerar uma investida para comprá-lo do Flamengo, mas o clima de insatisfação da torcida com o atleta pesou.

O nome para o meio ainda não foi descoberto, mas a contratação é uma das prioridades, junto com o lateral-esquerdo Caio Henrique, um meia, que não deve ser Raphael Veiga, pelos valores pedidos, e um atacante. Por outro lado, depois de vender Luan para o Corinthians, o Grêmio encaminhou a saída de Thonny Anderson para o Bragantino por cerca de R$ 15 milhões.



Veja também