Grêmio busca método de encarar retranca adversária no Olímpico

17 de agosto de 2012 - Às 12:46

Após a derrota para Portuguesa, o Grêmio quer virar a página e encontrar um modo de enfrentar times retrancados no Olímpico. O meia Elano destacou a Portuguesa, mas sabe dos erros por parte do Tricolor:

— Sabemos porque perdemos. Somos conscientes e inteligentes, e temos um treinador capacitado. Tem que lembrar que a sequência atrás foi difícil, com tempo curto de recuperação. Então, sem tirar o mérito da Lusa, pegamos a sequência, foi desgastante. Mas não é desculpa, é só colocando o que tem acontecido. São pontos que teríamos que ter somado — comentou o camisa 7.



O Grêmio teve dificuldades também diante de Ponte Preta, Náutico, Bahia e Sport, os dois últimos em casa.


Elano está disposto a esquecer a partida, e continuar sem lembranças da partida. Na vitória diante do São Paulo, o Grêmio jogou com esquema diferente, pois era o time Paulista que precisava de resultado. Diante da Lusa, foi ao contrário, e o resultado também.


Contra o Figueirense, no domingo às 16h, o mesmo caso deve se repetir. O Tricolor terá a volta de Werley e Marcelo Moreno, mas terá os desfalques de Kléber e Pará.


— Não podemos dar os contra-ataques como demos. No começo do jogo erramos bastante, para uma equipe que vem com uma postura de defender, vai dando campo. Essas coisas não podem acontecer. Tudo vai ser corrigido para domingo — finalizou.



O projeto Tricolor é terminar o primeiro turno com 37 pontos, ou seja, agora precisa derrotar o Figueirense e também o Inter no clássico GRE-NAL do próximo domingo.



Veja também