Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Após mais uma atuação decisiva, Luís Suárez segue sendo o centro das atenções no Grêmio. O atacante adquiriu grande importância na equipe não apenas pela qualidade, mas também pelo desempenho. A vontade do uruguaio também tem sido algo positivo, mas ela precisa ser dosada, segundo a comissão técnica. Depois da vitória, o técnico Renato Portaluppi comentou que o atleta atuou por mais tempo do que deveria e explicou que tem se comunicado constantemente para evitar um eventual desgaste de Suárez.

Conforme Renato, o planejamento era de que o atacante deixasse o gramado do Centenário um pouco mais cedo do que acabou acontecendo no sábado. No entanto, foi o próprio Suárez que pediu mais. “Eu falei, acho que está bom. Ele disse que estava se sentindo bem, mas eu falei que ia ficar mais cinco minutos e tirar. Eu converso bastante e ele que vai me dar a dica se não aguenta mais”, observa o treinador, adiantando que não existe um tempo predefinido para que o uruguaio seja substituído nas próximas partidas.

A preocupação de Renato, contudo, é que, no calor da disputa, o jogador não perceba que está desgastado: “De repente, o cara fica mais, força muito e pode ter um estiramento”, disse.

Suárez deverá estar em campo normalmente nesta quarta-feira, quando o Grêmio vai encarar o Brasil de Pelotas pela segunda rodada do Gauchão. Já no final de semana, no domingo, às 20h30min, o Tricolor irá enfrentar o São José no Passo D’Areia. O gramado sintético do Zequinha deverá fazer com que o centroavante seja poupado deste jogo. O terreno é visto como ruim e pode precipitar uma lesão.



Veja também