Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A boa fase fez o Grêmio agir rápido. A diretoria do clube gaúcho aumentou o percentual dentro dos direitos econômicos do volante Arthur há cerca de três semanas para garantir um maior aporte financeiro em caso de negociação do jovem. Agora, detém 60% dos direitos do destaque do time neste início de 2017.

Os dirigentes se anteciparam ao bom momento e fizeram a compra de mais 10% dos direitos do jovem. Assim, reúne 60% do jogador. O investidor Celso Rigo fica com 20%, enquanto Arthur e sua família ficam com o restante. O valor pago ao primeiro empresário do volante, Maicon Flor, é mantido em sigilo.

Arthur já chama atenção de olheiros do futebol europeu. Recentemente, alguns observadores do Atlético de Madrid estiveram na Arena para assistir à goleada por 4 a 0 sobre o Zamora, pela Libertadores. Um dos alvos era o jovem, além de outros destaques.

A ascensão de Arthur em 2017 é muito rápida. Ganhou a vaga de titular desde o início do Brasileirão, na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo, e desde então ajudou na boa fase gremista com 10 vitórias do time titular desde então – neste processo, ocorreu a derrota para o Sport, com time reserva. O volante já surge como referência no meio-campo, como Luan, e desbancou até mesmo o capitão Maicon, que pediu para não jogar até ter as plenas condições físicas para manter o nível.

Com a proximidade da janela de transferências, o Grêmio usa a compra para se resguardar do assédio europeu. Arthur ainda tem salário da base, já que renovou o contrato no ano passado até o fim de 2019. Em breve, também deve passar por uma negociação para ampliar mais o vínculo com o Tricolor.



Veja também