O fim da temporada de 2019 traz consigo um número expressivo para o Grêmio. Com 125 gols, o Tricolor superou o recorde de bolas na rede na Era Renato. Porém, o clube gaúcho também acaba o ano com pendências no setor ofensivo.

A artilharia tricolor em 2019 fica acima de 2017 e 2018, 121 e 110 gols marcados, respectivamente. O ano de 2016 não entra na conta porque o treinador foi contratado em setembro. Antes disso, somente os times de 2012, com 126, e 2010, com 136, apontaram números superiores no ataque.

Gols do Grêmio com Renato

  • 2019: 125
  • 2018: 110
  • 2017: 121
Pepê e Everton foram os artilheiros gremistas no ano — Foto: André Durão

Pepê e Everton foram os artilheiros gremistas no ano — Foto: André Durão

Os dois artilheiros da temporada, por coincidência, são o titular e o reserva da mesma posição. Pelo lado esquerdo da linha de ataque, Everton balançou as redes 20 vezes – fez outros três gols pela seleção brasileira. Pepê ficou com a vice-artilharia, ao marcar 13 vezes em 2019.

Artilheiros da temporada

  • Everton: 20 gols
  • Pepê: 13 gols:
  • Luan: 9 gols
  • Alisson: 8 gols
  • Diego Tardelli: 7 gols
  • André: 7 gols

Problemas a resolver

Mas não se tratou de um ano positivo para os centroavantes do Grêmio. Duas das três opções são vistas como insuficientes pela torcida. André encerra sua segunda temporada e, apesar das inúmeras chances concedidas, não conseguiu se firmar e deslanchar. Está na lista de possíveis jogadores envolvidos em negociações para 2020.

Diego Tardelli carrega o mesmo status. O camisa 9 tem um ponto de interrogação em seu futuro. Apesar do contrato até o final de 2021, estaria na lista de saídas prováveis. Não há, por ora, confirmação de interessados no atacante.

Diego Tardelli não tem continuidade garantida — Foto: Rogério Lacanna/BP Filmes

Diego Tardelli não tem continuidade garantida — Foto: Rogério Lacanna/BP Filmes

— Nós esperamos do Tardelli muito mais, um Tardelli que se coloque em situação de protagonista, liderança técnica, que nos resolva problemas. Se tiver a necessidade, se tem outro projeto, discutimos. Mas o que mais esperamos é que tenha rendimento em campo no que apostamos nele — comentou o presidente Romildo Bolzan no prêmio Melhores do Brasileirão.

Assim, a alternativa mais afirmada para o comando de ataque é Luciano. Com 20 gols no ano, cinco deles pelo Grêmio, pulou na frente dos concorrentes na reta final da temporada. Sai na frente para 2020, embora o clube prometa investir em jogadores com capacidade de definir jogos, seja meia ou centroavante.

Luciano termina 2019 em alta — Foto: Vinícius Costa/BP Filmes

Luciano termina 2019 em alta — Foto: Vinícius Costa/BP Filmes

Felipe Vizeu, também contratado para resolver os problemas ofensivos, já teve sua saída confirmada no final da semana passada. Assim, dos quatro centroavantes de 2019, três podem começar 2020 longe da Arena.

O Grêmio tem interesse já divulgado em dois jogadores não necessariamente definidores: o meia Raphael Veiga, do Palmeiras, e o lateral-esquerdo Caio Henrique, do Fluminense. A diretoria, no entanto, nega ter situações encaminhadas já para o próximo ano.



Veja também