Foto: Lucal Uebel/Divulgação

A segunda-feira será movimentada no Centro de Treinamentos Presidente Luiz Carvalho. Além da retomada das atividades após três dias de folga como prêmio pelo título da Libertadores, será discutida as férias do grupo.

Com a disputa do Mundial, o Grêmio, independentemente de chegar ou não à decisão, entrará em campo em 16 de dezembro. Para completar, no dia 18 de janeiro, está previsto o início do Gauchão. Ou seja, voltaria das férias e já começaria o estadual.

Até por isso, há um planejamento para que as primeiras rodadas do estadual sejam disputadas com o grupo de transição, junto aos reforços e jogadores que ficaram fora da delegação que ruma aos Emirados Árabes. Independentemente disso, direção, comissão técnica e atletas sentarão para discutir nesta segunda:

– Devo conversar com Geromel e os líderes para não prejudicar nosso início de temporada. Precisamos uma pré-temporada boa para suportar o ano. Quem não for para o Mundial, reforços e atletas do grupo de transição se apresentam no dia 3. Nós conversaremos sobre quem estiver no Mundial – afirmou o executivo André Zanotta.

Mesmo assim, o debate no vestiário abrangerá outra hipótese. Em razão da disputa da Copa do Mundo, as competições são paralisadas. A cúpula verá com o restante dos tricolores se o ideal é tirar o período integral ou dividir as férias.

– Existe a possibilidade. Temos que conversar com os membros da comissão se daremos os 30 corridos ou se fracionamos para depois compensarem na Copa do Mundo – completou.

Nesta segunda, o grupo definirá. Na terça, a delegação viaja aos Emirados Árabes. No dia 12, enfrenta o vencedor de Pachuca, do México, e Wydad Casablanca, do Marrocos, pelas semifinais do Mundial de Clubes.



Veja também