Grêmio admite falta de eficiência e acredita em melhora para série decisiva

Diante do Glória foram 22 finalizações e quatro gols marcados, porém, o jogo foi decidido apenas no final

29 de fevereiro de 2016 - Às 21:01
Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

No último sábado, o Grêmio venceu o Glória por 4 a 2, mas o velho problema da temporada continuou em evidência: a falta de eficiência. O Tricolor criou muitas oportunidades de gol. Ao todo, foram 22 finalizações e 14 certas para marcar quatro vezes.

O Tricolor irá encarar série decisiva nos próximos jogos encarando LDU, Inter e San Lorenzo e mira assim, a volta da eficiência ao time. A falta de eficiência e também a demora em abrir o placar incomodam o grupo. Até o Glória surpreender e sair na frente, foram pelo menos três claras chances de gol desperdiçadas pelo Grêmio.

– Faz parte do jogo você ser atacado pelo adversário. O que tem é, nessas inúmeras oportunidades, definir o jogo. Define. Definimos o jogo com 45 do segundo tempo. Enquanto está a vantagem de um gol, o adversário se sente na partida, pode acontecer um revés – relatou Roger.

O atacante Everton seguiu a mesma linha de pensamento de Roger e admitiu que os erros da equipe no ataque não poderão voltar a ocorrer na difícil sequência que o Grêmio tem pela frente:

– A gente costuma conversar entre nós, às vezes a bola não quer entrar. A gente chuta e a bola não entra. O goleiro fez belas defesas. Estamos criando, mas o gol não sai. É trabalhar, relaxar com a vitória. Como o Douglas falou, está faltando o gol. Mas vai sair na hora certa, espero que seja na quarta-feira – disse Everton.



Veja também