Foto: Lucas Uebel

Se já não era nada boa, a situação do Grêmio na tabela do Gauchão ficou complicada com a nova derrota na noite deste sábado, a quinta no campeonato, desta vez para o Veranópolis, no Antônio David Farina. O revés por 2 a 1 recolocou a equipe na zona de rebaixamento, em penúltimo lugar, com apenas quatro pontos em sete jogos. E fez os jogadores adotarem o discurso do pensamento “jogo a jogo” para tirar o time da situação ruim na tabela.

Na saída de campo, os gremistas reconheçam as falhas nos dois gols do Veranópolis. No primeiro, Bressan errou na saída de bola e Felipe Mattioni acertou o ângulo de Paulo Victor. No segundo, Bertotto cabeceou livre na área, e o goleiro espalmou para dentro do gol. Thonny Anderson havia feito o gol de empate do Grêmio pouco antes, mas que acabou sendo em vão.

– A gente está mal na tabela, acho que isso é indiscutível, não temos como fugir disso. Temos que pensar passo a passo. Hoje fomos infelizes, a equipe deles teve muito mérito, chegou três vezes, fez dois gols e conseguiu se defender o resto do jogo. A gente tentou criar, furar o bloqueio deles, mas foi difícil, no interior estar atrás no placar é assim. Mas vamos brigar até o final, pensando jogo a jogo. E no final da fase classificatória, a gente vai ver pelo que vai brigar – afirmou Ramiro.

– A gente sabia da dificuldade que é jogar aqui em Veranópolis. Acho que a gente mandou no jogo. Tivemos uma desatenção no segundo tempo em uma bola parada que não pode acontecer. Mas agora é descansar, temos uma final na quarta-feira (contra o Independiente, pela Recopa). Depois é ter forças para conseguir classificar no Gauchão – completou Bressan.

Com o resultado, o Grêmio segue com quatro pontos e volta para o 11º lugar na tabela, na zona de rebaixamento do estadual. O time de Renato, no entanto, pode cair para a lanterna neste domingo, caso o Novo Hamburgo vença o São Luiz em casa e o São Paulo-RS não perca para o Inter, também em casa.

Na próxima rodada, o Grêmio recebe o mesmo Novo Hamburgo na Arena. E também com time reserva, conforme adiantou Renato em sua entrevista coletiva. Antes, no entanto, volta a concentrar forças na Recopa. Na quarta-feira, a equipe enfrenta o Independiente, em Porto Alegre. Como o jogo de ida em Avellaneda acabou empatado em 1 a 1, o Tricolor precisa vencer para ficar com o bicampeonato. Nova igualdade leva a partida à prorrogação e, persistindo o empate, pênaltis.



Veja também