Federação Gaúcha de Futebol (FGF) e governo do Rio Grande do Sul se reúnem na próxima quinta-feira para discutir a volta do Gauchão após a atualização das regras do distanciamento controlado com restrições mais severas a quatro regiões – entre elas, a Serra Gaúcha. Mas a retomada do estadual é encarada com pessimismo pelo governador Eduardo Leite. Ao menos, neste momento.

Em entrevista ao Jornal do Almoço, da RBS TV, o governador afirmou que o retorno de uma competição a nível estadual “parece difícil” devido à situação atual do contágio do coronavírus. Leite disse ainda que está aberto para discussão. A FGF pretendia retomar o Gauchão a partir de 15 de julho.

– Nosso Estado tem poucas regiões com bandeira amarela. Nessas regiões podem acontecer jogos. Um campeonato de nível estadual fica comprometido. Nesse momento, parece difícil o retorno de um campeonato esportivo como o Campeonato Gaúcho, mas estamos sempre abertos para discussão e para sermos convencidos. Vamos ouvir e tomar decisões respeitando as vidas das pessoas – disse o governador.

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul — Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul — Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

Conforme a atualização das regras do distanciamento controlado, Pelotas é a única das cidades com clubes do Gauchão apta a receber jogos – está classificada com a bandeira amarela. Os municípios da Serra são os que mais causam preocupação.

Caxias do Sul e Bento Gonçalves foram enquadradas nos critérios de bandeira vermelha – alto risco de contágio e baixa capacidade do sistema de saúde. Caxias e Juventude já suspenderam suas atividades por pelo menos duas semanas. O Esportivo, por sua vez, ainda não retomou treinamentos.

Uma reunião entre o presidente da FGF, Luciano Hocsman, e o governador Eduardo Leite está prevista para ocorrer na próxima quinta-feira — a terceira entre entidade e autoridades estaduais. O encontro estava marcado para a última sexta, mas foi adiado justamente pela atualização do decreto. E vai tratar dos protocolos e previsões de volta do futebol.

A Federação pretendia retomar o Gauchão a partir de 15 de julho. Os clubes aprovaram a proposta apresentada pela entidade ainda no começo de maio. Mas as novas regras colocam em xeque esta previsão. A tendência é de que se estipule um novo prazo para o Campeonato Gaúcho.



Veja também