Marcelo Cortes / Flamengo / Divulgação

O Grêmio tinha pouco a fazer contra o Flamengo nesta quarta-feira (15), mas a derrota que causou a eliminação da Copa do Brasil acendeu um novo sinal de alerta: os gols sofridos na reta final das partidas.

Depois de entrar no lugar de Gabigol, o centroavante Pedro decretou a vitória dos cariocas por 2 a 0, anotando aos 34 e 42 minutos do segundo tempo

— São situações criadas e não são pelo aspecto físico. Se tivéssemos de mostrar alguma evidência para vocês, mostraríamos que contra o Ceará foi muito bom. Corremos uma quilometragem fantástica no primeiro e segundo tempo. Então, temos melhorado no aspecto físico. Hoje (quarta-feira), tomamos o primeiro gol e depois tomamos o segundo porque entendíamos que tínhamos de partir para cima do Flamengo, que é o que ele pretende. Ele dá campo e tem ótimo contra-ataque — disse o técnico Luiz Felipe Scolari.

O problema é que esta não é a primeira vez que a defesa gremista vaza na reta final dos jogos. Nas seis derrotas que o Tricolor sofreu desde que Felipão assumiu o comando, a defesa sempre foi vazada no segundo tempo.

Dos 14 gols, 10 foram marcados no segundo tempo das partidas. E pior: sete deles — ou seja, a metade de todos os gols — ocorreram nos 15 minutos finais.

O próprio Flamengo, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, anotou os seus quatro gols na Arena na etapa complementar: Bruno Viana aos 8, Michael aos 40, Rodinei aos 46 e Vitinho aos 52 minutos.

A mesma situação foi vivenciada nos insucessos diante do Corinthians (Jô, aos 34min), São Paulo (Igor Gomes, aos 48min), Bragantino (Praxedes, aos 17min) e LDU, na Copa Sul-Americana (Alcivar, aos 11min).

— Realmente, é um dado que a gente tem que usar a nosso favor para mostrar a eles que temos de ter uma atenção, e não um déficit de atenção, nos minutos finais — completou o comandante gremista.

Relembre os tempos em que o Grêmio de Felipão sofreu gols

  • Grêmio 1×2 LDU (Copa Sul-Americana)
    Alcivar, aos 41’/1ºT e 11’/2ºT
  • Grêmio 1×1 América-MG (Brasileirão)
    Felipe Azevedo, aos 31’/1ºT
  • Grêmio 2×1 Chapecoense (Brasileirão)
    Anselmo Ramon, aos 4’/1ºT
  • Bragantino 0x1 Grêmio (Brasileirão)
    Praxedes, aos 17’/2ºT
  • São Paulo 2×1 Grêmio (Brasileirão)
    Vitor Bueno, aos 13’/1ºT e Igor Gomes, aos 48’/2ºT
  • Grêmio 0x4 Flamengo (Copa do Brasil)
    Bruno Viana, aos 8’/2ºT, Michael, aos 40’/2ºT, Rodinei, aos 46’/2ºT e Vitinho, aos 52’/2ºT
  • Grêmio 0x1 Corinthians (Brasileirão)
    Jô, aos 34’/2ºT
  • Flamengo 2×0 Grêmio (Copa do Brasil)
    Pedro, aos 34’ e 42’/2ºT


Veja também