Tricolor tem jogador expulso, perde gols e pontos preciosos

24 de outubro de 2010 - Às 22:36

No GRE-NAL 383, o empate em 2 a 2 foi péssimo para o Grêmio. O Tricolor teve muitas chances, principalmente no primeiro tempo onde podia ter feito boa vantagem, mas o Grêmio não soube aproveitar as chances, principalmente com Jonas e Douglas. Após a expulsão de Fábio Rochemback, o Grêmio até fez o segundo gol, mas tomou o empate e foi pressionado e por pouco não perdeu.
O Tricolor decepcionou o estádio completamente lotado.

Grêmio 2:2 Internacional
Apoiado pela torcida, o Tricolor começou o clássico pressionando. Lucio aparecia bem no jogo. Aos 12 minutos, André Lima foi lançado e dentro da área, Renan saiu nos pés do atacante e salvou. O Grêmio pressionava. Aos 17 minutos, Jonas tabelou com Fábio Santos e tocou para Douglas, este chutou para fora, da linha da grande área, completamente livre.
Aos 25, Jonas bateu de fora, a bola desviou em Nei e Renan defendeu. Aos 30, o artilheiro Jonas teve outra chance. André Lima tocou para o artilheiro que dividiu com Renan, que afastou a bola. Aos 30, Simon não amrcou pênalti de Renan em Jonas. Aos 32, o Inter teve sua primeira boa chance com Guiñazu que bateu de fora da área e Victor espalmou.



André Lima abriu o placar, de cabeça
Aos 36 minutos, o contestado André Lima, subiu de cabeça após cobrança de falta de Douglas, ele desviou de cabeça, abrindo o placar e incendiando o Olímpico. A torcida começou a cantar alto e o Olímpico começou a sacudir. Aos 39 após bate rebate na área, a zaga colorada quase se complicou. O Inter não ameçou até o fim do primeiro tempo, como todo o primeiro tempo.
O Grêmio começou o segundo tempo pressionando. Aos 2 minutos, Fábio Santos correu e rolou para Douglas, que da entrada da área, chutou para fora. Aos 12, Lucio recebeu passe na área e livre bateu cruzado, para fora.
O Tricolor tinha espaços, mas não estava aproveitando as chances que criava. Então, o Inter começou a ir para o ataque. Aos 15, Rafael Sobis bateu, Victor espalmou e Alecsandro fez, mas impedido.
Aos 17, D’Alessandro cobrou falta e Victor fez grande defesa, fazendo um milagre. No lance seguinte, novamente D’Alessandro bateu, desta vez pegando rebote de dentro da área, Victor espalmou mais uma. Aos 19, após tanto bater, o Inter teve um pênalti a favor. Índio recebeu cruzamento e tocou de cabeça, Rochemback tirou com o braço e foi expulso por Simon. Alecsandro bateu e empatou. Dois minutos depois, Rafael Sóbis quase virou o jogo em chute de fora da área.
Parecia tudo perdido para o Tricolor até que apareceu o nome do jogo: Fábio Santos. Ele recebeu lançamento de André Lima, avnçou, ganhou na corrida de Giuliano e bateu no ângulo de Renan, de bico, fazendo um golaço.
O Inter foi para o ataque, o Grêmio se defendia bem, mas ai apareceu D’Alessandro, o jogador que só joga bem em clássico GRE-NAL. Ele recebeu passe na entrada da área aos 38 minutos e chutou no canto de Victor. Até o fim do jogo o Grêmio foi pressionado, mas mesmo com um homem a menos o jogo ficou mesmo no empate.
As chances de título ficam baixissímas e se tivesse vencido teria entrado no G4, pois a rodada foi perfeita para o Grêmio. Santos e Palmeiras perderam e o Atlético-PR empatou.

Na próxima rodada, o Grêmio vai até o RJ enfrentar o Fluminense, domingo.



Veja também