Félix Zucco / Agencia RBS

A vitória de 1 a 0 sobre o São Paulo, na Arena, deixou o Grêmio em vantagem na briga por uma vaga à final da Copa do Brasil. No entanto, a atuação desta quarta-feira (23) pode trazer uma má notícia. Substituído ainda no primeiro tempo, depois de sentir um desconforto no músculo posterior da coxa esquerda, Pedro Geromel será submetido a um exame de ressonância nesta quinta (24) para saber a gravidade da situação.

A possível lesão foi sentida aos 35 minutos do primeiro tempo, logo depois de o zagueiro se apresentar ao ataque e, de perna esquerda, chutar sobre o gol de Tiago Volpi.

Esta, inclusive, não foi a primeira vez no ano em que o camisa 3 teve de deixar o campo mais cedo, reclamando de dores na coxa esquerda. Em 16 de setembro, ele foi sacado antes do intervalo, na derrota de 2 a 0 para a Universidad Católica, no Chile, pela fase de grupos da Libertadores. Na ocasião, o jogador teve diagnosticada uma lesão que o afastou dos gramados por aproximadamente um mês, já que ele só voltou a atuar no dia 14 de outubro, diante do Botafogo, pelo Brasileirão.

Se a situação se repetir agora, o zagueiro ficaria de fora do jogo de volta contra o São Paulo, no Morumbi, agendado para a próxima quarta-feira (30). Assim, Rodrigues e Paulo Miranda surgiriam como alternativas para compor a dupla de zaga com Kannemann. David Braz, que sentiu lesão na eliminação contra o Santos, segue de fora. O departamento médico tricolor não informou em quanto tempo ele poderá voltar.

Outra situação que requer cuidado diz respeito ao lateral Victor Ferraz, que também sentiu um desconforto na coxa nesta quarta, mas, ao contrário de Geromel, conseguiu jogar até o final. Com Orejuela lesionado, a única opção para o lado direito da defesa é o jovem Vanderson, da equipe de transição. Já Leonardo Gomes, que não atua desde o ano passado, quando foi submetido a cirurgia no joelho, tem previsão de retorno aos gramados apenas para 2021.

A pedido do técnico Renato, o departamento médico não tem apresentado boletins sobre os atletas lesionados. Assim, ao que tudo indica, a composição da defesa que será usada no Morumbi seguirá sendo um mistério até a hora do jogo.



Veja também