Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

O Grêmio comemora nesta terça-feira os 35 anos da maior conquista de sua história. Em 11 de dezembro de 1983, o time gaúcho batia o Hamburgo por 2 a 1 e conquistava o Mundial Interclubes, com dois gols de Renato Gaúcho. A competição, que reunia os campeões europeu e sul-americano, foi disputada em Tóquio. E acompanhada de perto por um fotógrafo japonês dono de um impressionante acervo sobre os mundiais de futebol.

Masahide Tomikoshi, hoje aposentado, participou da cobertura de todos os Mundiais de clubes disputados no Japão entre 1981 e 2016, além de inúmeras Copas do Mundo. Nos últimos meses, ele tem publicado imagens inéditas das competições em seus perfis no Twitter e Instagram. Através de suas lentes, registrou lendas como PeléMaradonaCruyffBeckembauer e George Best, entre outros grandes jogadores. E Renato Gaúcho.

View image on Twitter

Tomikoshi reconhece que não sabia nada sobre o Grêmio antes da partida contra os alemães. Mas que ficou impressionado com a qualidades dos jogadores tricolores, como Hugo de LeónMário Sérgio e Renato, o grande nome da final. O hoje treinador da equipe e então atacante tinha 21 anos.

– Eu não tinha conhecimento sobre o Grêmio antes da partida contra Hamburgo. Mário Sérgio, De León e Renato tinham qualidades e uma entrega maior que os jogadores do Hamburgo. E Renato fez dois gols, um com cada pé. Foram bonitos, impressionantes. Ele era um jogador muito inteligente – recorda o fotógrafo.

Confira as fotos de Masahide Tomikoshi sobre o Mundial do Grêmio:

Hugo de León ergue a taça do Mundial de 1983 — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Hugo de León ergue a taça do Mundial de 1983 — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Renato marca o segundo gol do Grêmio na prorrogação — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo PessoalRenato marca o segundo gol do Grêmio na prorrogação — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Renato marca o segundo gol do Grêmio na prorrogação — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Renato Gaúcho foi o grande nome da final — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Renato Gaúcho foi o grande nome da final — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Renato leva uma entrada do zagueiro do Hamburgo — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Renato leva uma entrada do zagueiro do Hamburgo — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Mario Sergio era um dos principais jogadores do Grêmio — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Mario Sergio era um dos principais jogadores do Grêmio — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Schröder marcou o gol do Hamburgo contra o Grêmio — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Schröder marcou o gol do Hamburgo contra o Grêmio — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Paulo Cesar Magalhães disputa a bola com Ditmar Jakobs  — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Paulo Cesar Magalhães disputa a bola com Ditmar Jakobs — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Mário Sérgio, Paulo Roberto e De León na cobrança de falta — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Mário Sérgio, Paulo Roberto e De León na cobrança de falta — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Jakobs com a camisa do Grêmio após o Mundial  — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Jakobs com a camisa do Grêmio após o Mundial — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Torcida do Grêmio comemora a conquista do Mundial  — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal

Torcida do Grêmio comemora a conquista do Mundial — Foto: Masahide Tomikoshi/Arquivo Pessoal



Veja também