A reestreia de Roger Machado no Grêmio trouxe um novo candidato para o meio-campo. Moldado nos campos de várzea do interior de São Paulo até chegar ao São Caetano, Gabriel Silva foi uma das novidades do técnico no 4 a 0 sobre o São Luiz e agradou ao comandante na chance recebida. A atuação vem em bom momento, já que os meias Campaz, Benítez e Pedro Lucas sofreram com lesões.

Gabriel foi descoberto com 14 anos, jogando no time do tio em Guaianazes, e recebeu a primeira chance no Diadema. Meia-armador de origem, como já havia jogado pelo Tricolor na Copa São Paulo deste ano com a camisa 10, o jovem de 19 anos voltou para sua posição com Roger. Com Vagner Mancini, no time profissional, o garoto estava sendo utilizado pelos lados do campo.

Aliás, Roger pretende utilizá-lo apenas como meia. Ao mesmo tempo, terá Janderson como alternativa para as duas pontas e Rildo para todas as funções ofensivas da equipe, seja aberto ou por dentro.

Gabriel Silva na vitória por 4 a 0 contra o São Luiz — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Gabriel Silva na vitória por 4 a 0 contra o São Luiz — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Desde que o grupo principal assumiu os jogos do Gauchão, Gabriel Silva atuou em todas seis partidas, duas como titular, contra o Aimoré e São Luiz, no último sábado. Mesmo que na derrota para União Frederiquense tenha jogado apenas 27 minutos, foi determinante para ser escolhido de Roger.

– Gabriel foi muito bem jogando as competições anteriores dentro da sua categoria, mas a gente só conhece o atleta de fato quando a gente trabalha junto. Em Frederico Westphalen, quando o vi entrar em campo, com o gramado mais pesado e que a bola ficava viva em muitos momentos, ele nunca abriu mão de tentar controlar a bola e passar pelo adversário, fazendo o que a função dele determina – explicou o treinador.

Contra o São Luiz, o jovem assumiu a responsabilidade de armar as jogadas. No primeiro tempo, caiu mais para o lado esquerdo, mas tinha liberdade para flutuar no meio-campo e buscar a bola. A velocidade e qualidade chamou a atenção como já havia ocorrido ao ser observado no São Caetano, no time sub-16.

Aos 17 minutos do segundo tempo, Gabriel Silva disparou pela esquerda, carregou para o meio e deu uma passe na medida para Nicolas entrar na área e marcar o terceiro gol do Grêmio. Pela primeira vez o jovem completou uma partida inteira na temporada com a equipe principal.

Para o Gre-Nal de sábado, a vaga entre os titulares não está garantida. Nesta semana, Campaz deve retornar aos treinos com o restante do grupo e virar opção para Roger. O técnico terá a semana cheia, sem jogos, para preparar o time que vai encarar o clássico. Benítez ainda se recupera de lesão muscular.

– Claro que o atleta acaba sendo beneficiado porque só tínhamos o Gabriel como meia de função à disposição para esse jogo e ele aproveitou. Mérito do atleta e do clube que está sempre de olho nos seus ativos. Para essa semana quero observar outros jogadores. Quero trazer mais jogadores para cima para ver o que a gente pode observar dos valores que ainda podemos utilizar – completou Roger Machado.

Nesta terça-feira, o grupo inteiro se reapresenta e Roger Machado terá quatro dias de treinos para começar a passar suas ideias aos atletas. O Grêmio visita o Inter, no Beira-Rio, a partir das 16h30 do próximo sábado, pela nona rodada do Gauchão.



Veja também