“Foi o segundo melhor jogo do Grêmio no ano”, diz Renato

Técnico elogiou performance, mas garantiu que nada está decidido com Atlético-PR

29 de junho de 2017 - Às 06:10
Foto: Lucas Uebel

Depois de ver seu time golear o Atlético-PR por 4 a 0 no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, o técnico Renato Portaluppi afirmou que o Grêmio fez na noite desta quarta-feira o seu segundo melhor jogo do ano, perdendo apenas para o 3 a 3 com o Cruzeiro.

“A derrota contra o Corinthians não iria nos abater e sabíamos que estávamos vindo para um jogo difícil. O que eu pedi a eles foi para não tomar gol porque sabia que faríamos o nosso. E a partir disso, com mais oportunidades, ampliar a vantagem. Acho que foi o segundo melhor jogo do ano e dá para notar isso pelo número de chances, de escanteios e de gols. Deu para o gasto, mas não está nada decidido”, disse Renato.

Renato explicou que tem sido díficil para trabalhar com os jogadores por conta do calendário. A rotina tem sido resumida a conversas, reuniões com vídeos e descanso. “Como comentei no último domingo, estou abrindo mão dos treinos táticos para dar eles o descanso. Às vezes o melhor treino é esse, ainda mais quando você tem que jogar a cada  três dias. Nós temos um sistema de jogo que serve para jogar em Porto Alegre e fora de casa. Eu procuro corrigir erros na base do diálogo e acho que o padrão tem sido o mesmo porque os jogadores têm entrosamento e confiança naquilo que estão fazendo”, argumentou.

Planejamento inalterado 

Renato reiterou na coletiva que o planejamento do Grêmio para os próximos dois jogos do clube não irá mudar. O Tricolor entrará em campo contra o Palmeiras com um time reserva, tudo para priorizar o duelo das oitavas de final da Libertadores contra o Godoy Cruz.

“Eu sempre falo que gostaria de jogar sempre com o mesmo time, mas essa equipe que jogou hoje vai ficar em Porto Alegre. Isso não significa que vamos para São Paulo para perder. Vamos ir com a formação mais forte possível, mas é lógico que teremos mudanças”, comentou.

O gesto e a conversa 

Alvo de críticas após sofrer o gol do Corinthians no último domingo, o goleiro Marcelo Grohe foi ovacionado no final do jogo contra o Atlético-PR. Para Renato, o jogador precisa ser valorizado pela torcida porque sempre ajudou o Grêmio. “Acho que o gesto foi maravilhoso. Todos falham e o lance não foi tão grave, até porque o jogador do Corinthians ficou cara a cara com o Marcelo. Eu conversei com ele e aqui dentro todos o abraçaram. Esse abraço que a torcida deu hoje começou aqui dentro”, revelou.



Veja também