As atividades do Grêmio não param no primeiro fim de semana após o retorno aos treinamentos. O grupo dá prosseguimento ao planejamento da comissão técnica e se apresentou para mais uma série de avaliações ao longo deste sábado. Ainda que de maneira inicial, a fisiologia do clube atesta que os jogadores estão em “boas condições”.

A sexta-feira foi marcada por tiros de corrida de 20 metros. O exercício é chamado de “iô-iô”, porque o jogador vai e volta a todo momento, quase sem descanso — são 10 segundos de intervalo. A velocidade do atleta precisa aumentar a partir de um sinal sonoro.

— Até agora podemos dizer que tivemos resultados satisfatórios, mesmo com tanto tempo de inatividade deles. Estão em boas condições nesse retorno — destacou o fisiologista Marco Aurélio Mello, em declaração divulgada pelo clube gaúcho.

No período de férias, a maioria dos jogadores manteve atividades físicas em sua rotina, ainda que dentro do isolamento social. Inclusive com acompanhamento profissional, além das orientações do clube, para manter a forma.

Alguns, inclusive, mostravam nas redes sociais a rotina de trabalho, como Paulo Miranda. O zagueiro valorizou a manutenção das atividades mesmo durante a parada, mas admite que está na metade do padrão exigido para um jogador de futebol.

Paulo Miranda em treino do Grêmio no retorno às atividades — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Paulo Miranda em treino do Grêmio no retorno às atividades — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

– Sei que é importante focar na parte física. Não sabíamos quando voltaríamos. Se em uma semana, 10 dias. Cumpria a cartilha do clube para desempenhar em casa. Não voltamos 100%. Voltamos 50%, 55%, mas ajuda bastante – aponta.

Neste sábado, serão realizadas outras avaliações com o objetivo de detectar níveis de agilidade, mudança de direção, aceleração e desaceleração, entre outros. O Grêmio ainda não tem previsão de retorno das competições as quais participa.




Veja também