Al-Ittihad/Divulgação

Após uma longa novela e recursos na Fifa, o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, foi condenado a pagar cerca de 1,3 milhão de euros (R$ 8,3 milhões) ao Grêmio pela transferência de Marcelo Grohe. O clube asiático resistia em transferir o restante do pagamento pela transferência do ídolo gremista, em dezembro de 2018. No mecanismo de decisão da entidade máxima de futebol, restam 45 dias para a quitação dos valores ou haverá penalizações aos árabes.

A decisão de ingressar nos tribunais internacionais foi tomada ainda no final de 2019. O departamento jurídico gremista entendeu que seria o melhor caminho após inúmeros contatos não respondidos para o recebimento da quantia. Após 10 meses, a decisão saiu nos últimos dias.

Na própria condenação, estão prevista possíveis punições ao Al-Ittihad caso o clube não efetue o pagamento em até 45 dias corridos. O atual clube de Grohe poderá ser penalizado com multas, rebaixamento de divisão ou, a mais provável, impossibilidade de contratar mais reforços por até duas janelas.

Procurado por GaúchaZH, o departamento jurídico gremista confirma a informação e aguarda o pagamento no prazo. O valor ainda sofrerá atualização de juros e poderá se aproximar da casa dos R$ 9 milhões, dependendo da variação cambial.



Veja também