Felipão, quem diria, estraga a festa Tricolor

16 de setembro de 2010 - Às 01:50
GRÊMIO 1-2 PALMEIRAS
O Grêmio não está sabendo usar o fator casa neste Brasileirão. Já são quatro derrotas, no estádio que até a derrota no Campeonato Gaúcho deste ano, o Tricolor conseguiu quase 60 jogos invicto.
No fim, faltaram vais ao time e sobraram aplausos à Felipão.

No dia do aniversário de 107 anos do clube e do milésimo jogo em Brasileiros, o Grêmio acabou derrotado para o Palmeiras por 2 a 1, e interrompeu a sequência de 5 jogos de invencibilidade.

Há dez anos, era Felipão quem mandava no Olímpico. À frente do Grêmio, foi o comandante em conquistas importantes durante os anos 90 – a Libertadores (1995), o Brasileiro (1996), a Recopa Sul-Americana (1996), só para citar alguns.

O Grêmio começou tomando a iniciativa e empurrado por quase 40 mil gremistas que lotaram o Olímpico.
Aos 14 minutos, Marcos Assunção, de falta, abriu o placar. Jonas e André Lima assustavam bastante, mas quem chegava com perigo era o Palmeiras que quase ampliou aos 24, quase, pois Victor salvou.
No fim, André Lima quase encobriu Deola, que jogou para fora.

Logo aos 2 minutos da etapa final, Marcos Assunção cruzou e Ewerthon fez de cabeça, dando um balde de água fria no tricolor.
Mesmo perdendo por dois gols, o Grêmio foi para cima, não desistiu.
O Grêmio atacava muito e deixava buracos na defesa, a arma alviverde na partida, o contra-ataque.
Aos 46, Jonas até descontou em chute de dentro da área.

O Grêmio perdeu grande chance de encostar na parte de cima da tabela, e agora segue com 26 pontos, com boas chances de novamente ficar perto dos quatro últimos.



Veja também