A falta de efetividade do ataque do Grêmio

25 de junho de 2012 - Às 00:31

A partida de hoje me estimulou ainda mais para escrever este post. A falta de efetividade do ataque do Grêmio. Há alguns jogos, o Tricolor vem marcando poucos gols, porém, está conseguindo criar as situações de gol. E o pior, isto está custando caro.

Nas primeiras rodadas do Brasileirão, pênaltis perdidos e chances reais de gol foram perdidas. Quem não lembra do confronto com o Vasco? Na Copa do Brasil, na partida de ida com o Palmeiras, o Grêmio foi superior na etapa final, mas não foi efetivo no ataque.
Hoje, contra o Flamengo, foram inúmeras chances reais de gol perdidas. Kléber teve uma claríssima chance de gol, que não se pode perder. Por fim, Marcelo Moreno, que até fez o primeiro gol da partida (quase perdeu), teve 4 claras chances de gol, e não marcou (exceto o gol).
Kléber esteve machucado e parado por vários jogos, mas gols tão fáceis não podem ser desperdiçados. Moreno jogou bem no Gauchão, fazia gols e dava bons passes, mas nos últimos jogos não está fazendo valer seu desempenho dentro de campo.
O Grêmio negocia com Rafael Sóbis, mas tem Miralles e André Lima no banco de reservas. 
Marcelo Moreno é um grande atacante, pode decidir uma partida, lógico. Mas Miralles estava obtendo uma sequência de jogos e boas atuações. É bom o ataque do Grêmio começar a funcionar, pois com Zé Roberto e Fernando, que já joga demais, ambos no meio campo, a criação das jogadas e as chances de gol serão iminentes, e sem espaço para falhas. 
Chegou, finalizou, marcou. Essa terá que ser o pensamento e a execução da jogada ofensiva.
Na próxima rodada, o Grêmio recebe o Atlético-MG, em duelo direto na parte de cima da tabela, em mais um reencontro com Ronaldinho.


Veja também