“Faço tudo pensando que não vou jogar a volta”, revela Kannemann

Zagueiro do Grêmio está suspenso para a partida contra o River Plate na Arena

26 de outubro de 2018 - Às 06:26
Foto: Alejandro Pagni / AFP / CP

Walter Kannemann não estará à disposição do técnico Renato Portaluppi para o jogo de volta da semifinal da Libertadores contra o River Plate na próxima terça-feira. Em entrevista à rádio Rivadavia, de Buenos Aires, nesta quinta, o argentino revelou sua preocupação com a suspensão. O zagueiro afirmou que não consegue parar de pensar que não poderá disputar uma partida tão importante.

“Me levanto, me deito, como e em tudo que faço estou pensando que vai ter a partida de volta e que não vou poder jogar”, contou Kannemann. Apesar do incômodo, o defensor afirmou que não pensou em sua suspensão durante a partida no Monumental de Núñez. “Chegou um momento em que esqueci que tinha um cartão e joguei 100% porque era uma partida muito importante”, afirmou.

Apesar da vitória do Grêmio por 1 a 0 na Argentina, Kannemann ressaltou para a necessidade de cuidados para o jogo de volta na Arena. O zagueiro reforçou que o elenco tricolor sabe que a série não está definida.

“A série está aberta. Temos uma boa vantagem que conseguimos de visitante. Fomos inteligentes e soubemos aproveitar os momentos. Vai ser outra luta na volta, outra partida intensa. Esperamos repetir a boa noite que tivemos na ida”, projetou o zagueiro.

Sem Kannemann, o técnico Renato Portaluppi terá de escolher entre Bressan e Paulo Miranda o companheiro de Geromel contra o River na Arena. Luan e Everton ainda são dúvidas para a partida. A situação mais difícil é de Luan, que sofreu uma lesão muscular no último treino gremista antes do jogo em Buenos Aires.



Veja também