Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Se Michel não recuperar a melhor condição da torção no tornozelo direito, seu substituto para a estreia do Grêmio na Libertadores será Rômulo. Apesar de uma troca simples no meio de campo, o jogador que chegou este ano do Flamengo a pedido de Renato Gaúcho tem no retrospecto internacional um trunfo e tanto para enfrentar o Rosario Central na Argentina, na quarta-feira.

No treino da última quinta-feira, Michel teve de sair do campo do CT Luiz Carvalho no carro maca. O primeiro diagnóstico foi de torção no tornozelo direito. Na sexta, a assessoria de imprensa do clube informou que o exame de imagem não constatou problema de ligamentos. Mesmo assim, ele não participou da atividade no sábado e ainda é dúvida na delegação que viaja na segunda-feira a Rosario.

– Não muda muito pelo fato de os dois (Michel e Rômulo) terem características parecidas, de ficar um pouco mais. Se o Michel não puder jogar, se o Rômulo ou outro jogar, dará conta do recado – resumiu Luan em entrevista coletiva no sábado.

Rômulo tem cinco jogos disputados em 2019 — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Rômulo tem cinco jogos disputados em 2019 — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Desta forma, a chance cai no colo do volante Rômulo, que não altera a formatação tática na escalação gremista ao lado de Maicon, mas dá um lastro internacional de experiência ao time. O jogador de 28 anos tem no currículo 13 jogos de Libertadores – oito pelo Vasco, em 2012, e cinco pelo Flamengo, entre 2017 e 2018. Além disso, atuou em outras quatro partidas de Sul-Americana.

Há outro dado que chama ainda mais atenção. Em 2012, já no Spartak Moscou, da Rússia, enfrentou o Barcelona no Camp Nou, pela Liga dos Campeões. O time saiu atrás no placar, mas chegou à virada com gol de Rômulo. Só que um tal Lionel Messi decidiu entrar em cena, e os catalães venceram por 3 a 2.

Provável Grêmio contra o Rosario Central: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Rômulo (Michel), Maicon, Marinho, Luan e Everton; Felipe Vizeu

Também em 2012, o meio-campista disputou a Olimpíada com a camisa verde-amarela. Titular da equipe comandada por Mano Menezes, saiu de Londres com a medalha de prata, após a derrota para o México na final.

Com a camisa 8, Rômulo comemora gol do Brasil na Olimpíada de 2012 — Foto: Agência AFP

Com a camisa 8, Rômulo comemora gol do Brasil na Olimpíada de 2012 — Foto: Agência AFP

Renato tem no grupo o jovem Matheus Henrique, que pode fazer a mesma função. No entanto, Maicon teria de ser o primeiro homem de meio-campo. Sem contar a diferença física e de estatura entre ele e Rômulo, o que dá vantagem para o segundo. A formação que iniciou o jogo-treino de sexta-feira contra o Sindicato dos Atletas indicou a manutenção do jogador mais experiente.

O Grêmio terá este domingo e a manhã de segunda-feira para decidir se Michel viaja ou não com a delegação para a Argentina. Depois, serão outros dois dias até a estreia na Libertadores. A partida contra o Rosario Central, no Gigante de Arroyito, está marcada para as 21h30 de quarta-feira.



Veja também