Everton supera Messi e é o maior driblador da Copa América

Brasileiro tem vantagem sobre o argentino também em gols e assistências

1 de julho de 2019 - Às 12:11
Foto: Edição

Favorito para ganhar pela sexta vez o Prêmio Bola de Ouro da Fifa neste ano, Lionel Messi esquenta as discussões sobre maior jogador da história nas comparações com Pelé. Mas, na Copa América, o camisa 10 da Argentina não tem conseguido brilhar e é superado pelo brasileiro Everton em algumas das principais estatísticas do torneio.

Após a disputa de quartas de final, que determinou o clássico entre Brasil e Argentina para a semifinal nesta terça-feira (1), no Mineirão, Everton passou Messi no número de dribles da Copa América. O jogador do Grêmio foi o que mais conseguiu completar dribles na competição, com 16, contra 13 do capitão argentino. Fecha a lista de top 3 o já eliminado colombiano James Rodríguez, com 12.

Everton ainda leva vantagem sobre Messi em outras duas importantes estatísticas. O camisa 19 da Seleção Brasileira marcou dois gols e deu uma assistência na Copa América. Messi fez apenas um gol, de pênalti contra o Paraguai, e ainda não deu nenhuma assistência.

Messi admitiu, após a vitória sobre a Venezuela, na última sexta-feira, que está devendo um desempenho melhor na Copa América.

— Não está sendo a minha melhor Copa América. Não estou fazendo a Copa América que eu esperava — disse o argentino, que também reclamou das condições dos gramados dos estádios brasileiros que sediam a competição.

O jogo entre Brasil e Argentina pela semifinal da Copa América ocorre nesta terça-feira, às 21h30min, no Mineirão. Se a partida terminar empatada nos 90 minutos, haverá prorrogação antes dos pênaltis, diferentemente do que ocorreu na fase de quartas de final.



Veja também