Everton precisou de 66 minutos em campo para marcar o seu primeiro gol pelo Grêmio. Na noite desta quarta-feira, ele fechou o placar do 2 a 0 contra o Caxias, no jogo de ida da final do Gauchão. Após a partida, desabafou e citou que algumas pessoas o “desacreditavam” antes da saída do São Paulo.

Pepê abriu o placar no primeiro tempo e deixou o campo no início da etapa final, com dores na coxa esquerda. Everton entrou em seu lugar e teve bom desempenho. Depois do apito final, o novo reforço demonstrou gratidão ao novo clube.

– Um belo gol. Agradecer ao grupo, ao treinador. Só eu sei o momento que estava passando antes de começar aqui. Acharam que estava desacreditado, mas o pessoal aqui acreditou em mim. Agora é trabalhar – disse o jogador.

Everton, do Grêmio, após o 2 a 0 contra o Caxias na final do Gauchão — Foto: Reprodução/ge

Everton, do Grêmio, após o 2 a 0 contra o Caxias na final do Gauchão — Foto: Reprodução/ge

Everton estreou com a camisa do Grêmio no empate contra o Vasco no último domingo, pelo Brasileirão, quando atuou por 15 minutos. Nesta quarta, contra o Caxias, foram mais 51.

Agora, aguarda por uma chance na decisão, às 16h de domingo, na Arena. O Grêmio pode até perder por 1 a 0 para ser tricampeão do Gauchão. Se o Caxias vencer por uma diferença de dois gols, o jogo será decidido nos pênaltis.



Veja também