“Eu quero tudo”, brinca Bolzan sobre possibilidades de título do Grêmio

Dirigente afirmou, em tom de brincadeira, que gostaria que Tricolor conquistasse os três títulos que disputa

20 de julho de 2017 - Às 12:12
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

“Eu quero tudo. Eu tenho que expressar a vontade da torcida e ela quer tudo. Mas como eu sei que tudo não vou ter, digo que não tenho condições de afirmar o que mais quero. O que vier, vem bem. Acho que é importante o Grêmio marcar posição este ano com algum título. Se vamos ganhar? Não sei. É importante para a consolidação do clube e pelo momento dele. Se puder ganhar a Libertadores para chegar ao Mundial, melhor, mas não tenho essa pretensão de ganhar por ganhar. Desejo conquistar um campeonato que seja importante para o Grêmio”, explicou Romildo Bolzan Jr. nessa quarta-feira.

O mandatário gremista considerou o triunfo sobre o Vitória fundamental para as pretensões do Grêmio no Brasileirão. “Recuperamos a gordura que havíamos perdido e agora podemos administrar de maneira tranquila os campeonatos em paralelo. Não sei o que esperar deste time. Está tão consistente, tão sólido, é capaz de jogar fora de casa com a mesma capacidade que atua em casa. Acho que quando chegarmos às encruzilhadas, vamos ver o que é mais decisivo. Na hora, todos, torcedores, jogadores, comissão técnica e dirigentes irão perceber o que é melhor para o clube”, argumentou Romildo.

Romildo elogiou a capacidade defensiva do Grêmio diante do Vitória e lembrou que a virtude foi construída há muito tempo no time. “Essa solidez defensiva, que nos faz capaz de colocar cinco jogadores em uma linha, outros quatro em outra e ainda sair em bloco. Acho que muitas vezes os adversários permanecem mais tempo no ataque e aí este lado copero, de não deixar o adversário vencer, se revela no Grêmio. É um time que sabe o que faz e tem um meio-campo consolidado”, frisou.



Veja também