Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / cP

O estafe de Jean Pyerre e a direção do Grêmio admitem o fim das tratativas com o Deportivo Alavés, da Espanha, para o empréstimo do meia. Porém, o clube gaúcho diz que analisa outro destino para o jogador, ainda sem propostas oficiais. O ge apurou que o futebol brasileiro é uma possibilidade.

A negociação caiu nos últimos dias. Um dos principais fatores é porque o clube espanhol negocia com outro jogador para a posição de meia. Outro ponto foi a demora do Grêmio para oficializar a contraproposta ao Alavés, o que gerou desconforto com a direção espanhola.

O Tricolor queria um período de empréstimo até o fim de 2022, e não meio de 2023, como pretendia o Alavés. O ge antecipou que o Grêmio não havia oficializado uma contraoferta ao Alavés, o que poderia retroceder o negócio, como de fato ocorreu.

Em contato com a reportagem, o diretor esportivo do Alavés, Sergio Fernández, reafirmou que Jean Pyerre está fora dos planos e que o clube está perto de contratar um meia espanhol, uma opção nacional e não um reforço estrangeiro, como seria Jean.

O modelo inicial seria um empréstimo sem custos, com eventual pagamento de 450 mil euros (R$ 2,8 milhões) condicionado a metas atingidas, além de opção de compra de 50% dos direitos, por cerca de 3 milhões de euros (R$ 19 milhões na cotação atual). O clube arcaria com os salários do jogador.

O negócio chegou estar perto do fim por parte do jogador e do Alavés. O clube espanhol havia tentado a contratação de Jean Pyerre em julho, mas o negócio também não andou por outro motivo, já que o Grêmio contava com o meia para a atual temporada.

Antes do fim do Brasileirão, porém, o vice de futebol Denis Abrahão confirmou que ele não faz mais parte dos planos do Grêmio. Assim, a tendência é que Jean jogue em outro clube no início de 2022.



Veja também