O Grêmio fez nesta sexta-feira o último treinamento antes do jogo com o Novo Hamburgo, no sábado, no Estádio do Vale. O técnico Roger Machado vai contar com o retorno de Villasanti para a partida. Mas indicou mudanças na escalação, com Lucas Silva ao lado do paraguaio.

Ainda antes do trabalho, Roger teve uma conversa com Thiago Santos. Os dois gesticularam bastante, com o volante argumentando e também com liberdade para falar. Volante e técnico apontavam para o campo em alguns momentos.

Depois, o técnico deu outro sinal sobre a escalação, com Benítez no time. A atividade era de troca de passes desde a defesa até o ataque para a finalização, com movimentos pré-definidos. Roger separou todos os jogadores por função e os posicionou no gramado.

Villasanti e Lucas Silva em treino do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Villasanti e Lucas Silva em treino do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

A primeira dinâmica de passes para criar a chance contou com participação de Geromel, Bruno Alves, Lucas Silva, Villasanti, Janderson, Diego Souza, Benítez, Rildo e Nicolas. Orejuela esteve postado na lateral direita. 

Assim, a indicação é que Lucas Silva ganha a vaga no meio, apesar da confiança dada nos bastidores a Thiago Santos. Lucas e Thiago estavam no mesmo ponto no campo, junto com Bitello e Frizzo. No outro dos volantes estavam Villasanti, Fernando Henrique, Sarará e Bobsin.

Thiago Santos em conversa com Roger  — Foto: Eduardo Moura

Thiago Santos em conversa com Roger — Foto: Eduardo Moura

O paraguaio teve uma concussão cerebral após o ataque ao ônibus do Grêmio no último sábado, antes do Gre-Nal adiado. Passou por um retorno às atividades escalonado em intensidade e completa o 7º dia nesta sexta. Gabriel Silva, que não treinou na quinta, participou normalmente da atividade.

Uma provável escalação tem Brenno; Orejuela, Geromel, Bruno Alves e Nicolas; Lucas Silva, Villasanti e Benítez; Janderson, Rildo e Diego Souza.

O confronto contra o Novo Hamburgo ocorre nesta sábado, às 16h30, com transmissão da RBS TV. O Grêmio é o vice-líder do Gauchão, com 17 pontos, um a menos que o Ypiranga, que tem um jogo a mais.



Veja também