Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Durante o Gauchão, o conjunto garantia o desempenho de alto nível mesmo com uma equipe alternativa. Neste Brasileirão, porém, o Grêmio passa por problemas mais profundos. Com um time inteiro de desfalques, entre indefinições e lesões, o técnico Renato Gaúcho precisará driblar as ausências para montar a escalação contra o Fortaleza, neste sábado, às 19h, em Caxias do Sul.

O Tricolor tem 32 jogadores no grupo principal atualmente. Nesta semana, um terço do grupo — 10 jogadores — ficou indisponível por alguma razão.

As lesões e desgastes físicos tiram a maioria dos atletas. Marcelo Oliveira e Paulo Miranda seguem fora. Kannemann e Bruno Cortezainda têm retorno incerto. Alisson treinou na segunda e terça-feira, mas sua condição de jogo é desconhecida. Assim como Luan, que trabalhou separado do grupo principal na terça.

seleção brasileira é outro empecilho. As convocações para a Copa América e o Torneio Maurice Revello tiraram Everton e Matheus Henrique do elenco. De quebra, o terceiro goleiro Phelipe realiza os últimos treinamentos do período de testes com a seleção principal.

— Se o jogador está no Grêmio, tem totais condições de vestir a camisa e jogar — afirma Maicon. — O Renato é um cara que não deixa de dar oportunidade. Troca o time inteiro, põe outros 11, confia. Ninguém é titular absoluto. Dificilmente outro treinador faz isso com frequência.

O último desfalque é o lateral Juninho Capixaba, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Bahia e cumpre suspensão automática. Renato precisará recorrer novamente a improvisos ou buscar na base um jogador para a posição.

No lado esquerdo da defesa, Renato também tem a opção de inverter Leonardo e colocar Léo Moura na direita. Na equipe de transição, há o jovem Guilherme Guedes, que não atuava há quase um mês por conta de problema no músculo posterior da coxa esquerda.

Preservado da viagem a Salvador, Maicon tem presença praticamente garantida para a partida na Serra. Ele deve atuar ao lado de Michel, poupado do último treino, bem como Thaciano. Este último pode virar opção para a meia direita, já que Montoya não rendeu contra o Bahia.

Até porque a dúvida ainda paira quanto à condição de Alisson. O meia-atacante estava com um inchaço no tornozelo direito e avalia dia a dia o melhor momento para o retorno. Já Luan está em processo de recuperação de um estiramento muscular. Dificilmente aparecerá na equipe em Caxias do Sul.

Para definir tantas questões, o Grêmio treina na tarde desta quarta-feira e nas manhãs de quinta e sexta, antes de viajar à Serra. No sábado, às 19h, enfrenta o Fortaleza pela 8ª rodada do Brasileirão, no Estádio Centenário.



Veja também