A cruzada gremista por um centroavante para encorpar o elenco, cobrir as saídas de Luciano e André e ser uma opção a Diego Souza segue sem notícia de um desfecho próximo, apesar do técnico Renato Portaluppi afirmar o contrário. Mas o vazamento de algumas informações sobre negociações geraram uma cobrança interna do treinador.

Nos últimos dias, surgiram os nomes do uruguaio Stuani, do Girona, Cléber, do Ceará, Luiz Adriano e Willian, ambos do Palmeiras. Mas tanto direção quanto Renato tratam logo de afastar qualquer comentário sobre a futura contratação. O comandante se resume a dizer que a “surpresa” está perto.

– A gente procura fazer as coisas em silêncio, na moita, tranquilo. É assim que tenho trocado ideia com a diretoria. Já, já teremos uma surpresa. Nosso torcedor pode ficar tranquilo, porque estamos atentos a tudo. Mas quando o Grêmio se interessa pelo jogador, da noite para o dia vale o triplo. Por isso pedi que as coisas não saíssem mais daqui de dentro, porque quando sai, complica a negociação – disse Renato em entrevista coletiva na sexta-feira.

Cléber, do Ceará, recebeu proposta de R$ 15 milhões — Foto: CAIO ROCHA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Na conferência virtual com a imprensa, o técnico gremista foi perguntado sobre a procura por um volante com características parecidas às de Matheus Henrique. Mais uma vez, Portaluppi se esquivou de uma resposta concreta. Apenas reforçou a necessidade de um grupo maior para brigar pelos títulos.

– A gente sabe o que precisa. Sempre pergunto tal jogador para tal posição à direção. Aí eles veem se conseguem. Sempre que a diretoria puder me dar um jogador que estou pedindo, e o clube tenha condições, vai aumentar o meu grupo e poderemos brigar pelas competições – declarou Renato.

Enquanto o reforço não vem, o Grêmio se prepara para a decisão do Campeonato Gaúcho. Às 16h de domingo, enfrenta o Caxias, na Arena. Como venceu a primeira partida por 2 a 0, pode perder até por um gol de diferença que fica com o título. Não há gol qualificado.



Veja também