Não é usual. O Grêmio entrou em campo com quatro volantes contra o Bahia, ao menos na nomenclatura, na vitória por 1 a 0 de segunda-feira, e deve ser mantido assim para o duelo com o Fluminense, nesta quinta, no Maracanã, pela sétima rodada do Brasileirão. A definição de um meio de campo com Michel, Maicon, Arthur e Ramiro pode dar a ideia de um time extremamente defensivo. Mas na verdade dois deles jogam como meias. E o time de Renato Gaúcho funciona porque a posição não atesta exatamente a função de cada jogador.

A tendência para o jogo no Rio de Janeiro é pela sequência do quarteto no meio-campo, embora Bolaños, com características mais ofensivas, possa figurar no grupo pela primeira vez desde o fim de abril. O equatoriano está recuperado de lesão muscular e já fez dois treinos coletivos nos últimos dias. Portanto, deve se tornar opção no banco de reservas para o técnico gremista. Hoje, é ele quem pode roubar a vaga de um dos “quatro volantes”. E resolveria um dos pontos fracos desta formação: a perda de profundidade.

Arthur e Maicon devem brigar por um lugar no time mais à frente (Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG)
Arthur e Maicon devem brigar por um lugar no time mais à frente (Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG)

Antes mesmo do duelo com o Bahia, Everton despontou para entrar no lugar do lesionado Barrios. Contudo, foi Maicon o escolhido para iniciar na segunda-feira. Por isso, Renato deixa nas entrelinhas a manutenção do time com a presença do capitão. O treino da manhã desta quarta-feira definirá tudo, mas será com portões fechados em sua primeira parte. Assim, a provável escalação tem: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Maicon, Ramiro, Arthur e Pedro Rocha; Luan.

– A gente tem características até parecidas, o Arthur é volante-meia, eu também. Procuramos ali dentro não guardar posição, se um vier buscar, outro sair para encostar no Luan, até porque ele tem característica de buscar também. Foi a primeira vez que jogamos juntos. Infelizmente, perdemos dois jogadores por lesão que estavam voando. Professor optou pela formação, vamos ter dificuldades, mas temos que procurar solucionar isso. Não foi um grande jogo como estava sendo, mas a gente venceu – comentou Maicon.

Os quatro jogadores, porém, exercem funções diferentes. A dupla de volantes, de fato, é formada por Michel e Maicon. O primeiro fica mais posicionado e é responsável pela proteção maior aos zagueiros, mas não se furta de procurar os espaços. O capitão joga com a bola no pé e ajuda na saída para o ataque. Geralmente recebe dos defensores em posição mais avançada, no círculo central.

Aí entra o papel de outros dois “volantes”. Arthur joga como meia central no esquema de Renato. A qualidade em manter a posse de bola e o alto índice de acerto de passe são as principais características. Ele recua para a entrelinha e aparece como opção a Maicon ou Michel. Assim, pode acionar um lateral ou devolver para o companheiro na tabela. E tenta ditar o ritmo do time.

Imagem mostra posicionamento e movimentação dos quatro
Imagem mostra posicionamento e movimentação dos quatro “volantes” (Foto: Arte / GloboEsporte.com)

Ramiro é o extrema pelo lado direito. Joga aberto, cobre o corredor e é o responsável, no encaixe individual, por acompanhar o lateral rival. Dentro da sua função, porém, deixa o lado para circular por dentro e também se tornar opção de passe. Quando já foi rompida a primeira barreira dos rivais, a movimentação se intensifica para achar o caminho do gol, com infiltrações em diagonal, do lado para dentro.

Em um futuro próximo, com Bolaños em plenas condições e o retorno de Lucas Barrios, Renato vai quebrar a cabeça: quem sai entre Maicon, Michel e Arthur para a entrada de um dos dois gringos? Hoje, a julgar pela função mais ofensiva, Arthur sobraria da formação inicial. Se isso ocorrer, Renato precisará vencer a resistência da torcida, que já o tem como um dos xodós.

Apesar da perda de profundidade do time – visível na vitória sobre o Bahia, também um pouco por conta da postura da equipe rival –, o treinador aparenemente mantém a formação e apostará na ocupação de espaços no Maracanã. Contra o Fluminense, na quinta, às 21h, o Grêmio já saberá o resultado do líder Corinthians, que enfrenta o Cruzeiro nesta quarta.



Veja também