Reprodução / Twitter/America de Cali

A estreia do Grêmio na Libertadores 2020 será contra o América de Cali, da Colômbia, e está marcada para o dia 3 de março. Atual campeão colombiano e maior vitorioso do torneio nacional, com 14 conquistas, “los diablos rojos”, como são conhecidos, encerraram em 2019 um jejum de 11 anos sem títulos. O elenco que levantou a taça passa por reformulação. O goleiro brasileiro Volpi e o atacante Rangel, por exemplo, têm suas saídas encaminhadas.

Segundo Carlos Zapata, repórter setorista do América na rádio RCN, em Cali, Colômbia, a equipe está contratando as peças certas. Ele acredita que os reforços manterão o estilo de jogo que sagrou o time campeão.

— O estilo de jogo que alcançou o sucesso se baseia na fortaleza armada no meio, com três volantes que respeitam hierarquia: Luis Paz, Carlos Sierra e Rafael Carrascal. Eles entregam marcação e equilíbrio à equipe — destaca Zapata, que também alerta para a velocidade dos laterais Velasco e Quiñones.

Para 2020, o elenco se reforça. O atacante Duván Vergara, 23 anos, foi contratado em definitivo. Ele estava no clube por empréstimo até junho e pertencia ao Rosario Central, da Argentina — com quem enfrentou o Grêmio pela Libertadores de 2019. Vergara foi peça importante na última conquista do América. O argentino marcou cinco gols em 22 partidas.

Apesar da permanência de Vergara, sua dupla no ataque, Michael Rangel, deve deixar o América para jogar no Cruz Azul, do México, segundo a apuração do repórter Carlos Zapata. Outra troca é na extremidade defensiva da equipe titular. O goleiro brasileiro Neto Volpi vai para o futebol japonês. Os arqueiros Eder Chaux, colombiano, e Joel Graterol, da seleção venezuelana, foram contratados para o seu lugar.

A maior contratação do América de Cali para a temporada, até agora, foi o atacante Adrián Ramos, 33 anos. Criado nas categorias de base do clube, defendeu outras equipes do país e passou 10 anos no futebol europeu, além de um período de empréstimo para o futebol chinês.

Ele volta depois de passagens por Hertha Berlim e Borussia Dortmund, na Alemanha, Chongqing Dangdai, da China, e Granada, na Espanha, de onde foi contratado. Nesta temporada 2019/2020, marcou um gol em sete partidas do Campeonato Espanhol e outro em confronto da Copa do Rei.

Ramos ainda não foi apresentado para a torcida. Assim que for, integrará o elenco comandado pelo técnico Alexandre Guimarães, brasileiro naturalizado costa-riquenho. Aos 60 anos, ele já comandou as seleções da Costa Rica e do Panamá, além de clubes como Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, e Tianjin Teda, da China.

Guimarães e o América entraram em campo 65 vezes em 2019. Venceram 33 partidas, empataram 14 e perderam 18. Los diablos rojos alcançaram 57,9% de aproveitamento e marcaram 85 gols — média de 1,3 por jogo.

O Grêmio vai a Cali enfrentar o América no dia 3 de março, terça-feira, às 21h30min (horário de Brasília). É a primeira partida do Grupo E da Libertadores, que também conta com Universidad Católica, do Chile, e outra vaga em aberto, que pode até ser do Inter.



Veja também