Foto: Lucas Uebel

O Grêmio visitou o líder Novo Hamburgo na noite desta quinta-feira pela 9ª rodada do Gauchão e acabou empatando por 1 a 1. O jogo foi muito ruim tecnicamente, ambas as equipes não conseguiram criar grandes chances.

O resultado fez o Grêmio permanecer em 3º, com 14 pontos e chegou ao quarto empate seguido.

Escalação inicial: Leo; Léo Moura, Thyere, Kannemann e M. Oliviera; Michel, Jaílson, Ramiro, Luan e P. Rocha; Éverton.

PRIMEIRO TEMPO
O jogo na etapa inicial foi de poucas emoções. As duas equipes esbarravam na marcação, e apesar do Grêmio buscar mais o ataque, o Tricolor não conseguia criar grandes oportunidades. A melhor foi aos 19 minutos, quando Pedro Rocha obrigou o goleiro Matheus a fazer boa defesa.

O Novo Hamburgo pouco fez. O jogo foi de muita marcação com bastante faltas e poucas emoções.

SEGUNDO TEMPO
Na etapa final, o panorama da partida não mudou. Seguiu sem grandes emoções, mas era o Grêmio quem mais buscava chegar com perigo, sem sucesso. A melhor chance do time da casa veio aos 18 minutos, Juninho cruzou, Branquinho bateu e Rafael Thyere salvou o Grêmio em cima da linha.

Aos 28 minutos, após erro de Gastón no meio de campo, Conrado arranca pelo meio e lança Juninho Silva que na cara do goleiro deu um toque de cavadinha por cima do goleiro Leo, marcando um bonito gol.

O técnico Renato fez alterações, buscando melhorar ou alterar a equipe, no entanto o time tentou apenas jogar na base do abafa, sem qualquer criação coletiva, mas que no fim, deu resultado. Aos 45, após cruzamento na área, a bola sobrou para Léo Moura, que dominou e chutou no canto.



Veja também