Em estreia sofrida, Renato comemora classificação e elogia Grohe: “Ele nos salvou”

Treinador sofreu em sua estreia nesta quarta-feira pela Copa do Brasil

22 de setembro de 2016 - Às 12:08
renato-grexcap

A estreia de Renato Portaluppi no comando do Grêmio foi sofrida mas pelo menos terminou com final feliz. A equipe perdeu por 1 a 0 para o Atlético-PR nos 90 minutos, mas conseguiu a classificação nas cobranças de pênaltis e se classificou para a próxima fase.

Veja abaixo os destaques da entrevista de Portaluppi após a partida:

Marcelo Grohe
“Eu falei exatamente o que achei que ele precisava ouvir no momento. Foi infeliz no gol do Atlético-PR, acontece com qualquer jogador de linha também. Mas falei de que vilão iria virar herói. Ele nos salvou. O Grohe seria fundamental, passei tranquilidade e confiança a ele. Falei que seria fundamental”.

Henrique Almeida
“Não deu tempo. Vou falar agora. Não pode. Ele estava de cabeça quente, mas temos que ter respeito pela nossa torcida. Pode ter certeza que ele irá falar com a imprensa e vai pedir desculpas. Além do que vou falar para ele. Foi uma atitude infeliz. Mas também, mesmo sabendo que não pode, estava de cabeça quente. O importante é que é um jovem, eu peço desculpas em nome dele ao nosso torcedor já. Ele também irá se desculpar”.

Gurizada
“Sim, concordo que falte alguém mais experiente. Mas hoje temos os garotos. Falta não só um, talvez até dois mais experientes. O torcedor tem que entender que vamos com os garotos. Não sou mágico. Vamos apoiar, vou dar confiança aos garotos. É a fase, mas tem que ter paciência. Tive a idade deles, quanto mais cobrança é pior. Converso e passo confiança para deixá-los confortáveis. Não adianta querer que eles façam o que um experiente faz. É com eles que vamos até o final”.

Sofrimento
“Estava conversando com a comissão e diretoria. Imagina que o primeiro jogo é assim, na semana que vem estou voltando. Como ganhamos lá, eles poderiam nos vencer aqui. Eles foram bem, mas minha equipe foi melhor ainda. Tivemos as melhores oportunidades. Dei os parabéns aos jogadores, se entregaram. Cumpriram o que treinamos. Falta a finalização. Ainda sofremos pela inexperiência do nosso ataque”.

Gre-Nal na próxima fase
“Quero curtir nossa classificação. Não sei o que pode acontecer ainda, não estou pensando nisso. Só pensei em dar os parabéns ao meu grupo. Hoje é curtir a vitória, independe de quem venha. Será mais dois tempos de 90 minutos. Fizemos nossa parte e depois vemos quem vai passar”

Multa para Henrique Almeida
“Cheguei na segunda-feira, treinamos pênalti e tivemos conversa. Certamente será multado, até para ele aprender. Cometeu um erro e tem que dar exemplo. A maneira de mexer o jogador é ir no bolso dele”.

Problemas de bola aérea e finalização
“Precisamos resolver todos os problemas. Minha obrigação é tentar resolver a todos. Hoje, minha defesa foi muito bem. O adversário não cabeceou na nossa área. Combinamos uma coisa ontem e foi feita. o problema é que se vinha acontecendo, vamos continuar treinando. Fui atacante, vou mostrar como deve ser feito. Como se bate, mas quem entra em campo são eles. Eu também cometia erros, é normal. São garotos”.

Como resolver os problemas
“Tem o papo, mostrar nos vídeos e orientar no campo do treino. Não tem como dar duas horas de treino na véspera do jogo e aí eles caminharem no jogo. Precisava mostrar algumas coisas no treino fechado. Vamos aproveitar ao máximo o tempo que tivermos. Vamos mostrar os vídeos quando não der tempo no campo para resolver os problemas. Agora é procurar orientar nas conversas e passar confiança. Vou falar uma coisa: temos garotos inexperientes, mas temos que destacar que jogaram bem e se entregaram.”

Opções táticas no Grêmio
“Vai depender do jogo. Falo desde que cheguei em 2010 que gosto do time ofensivo. Em 2010, tinha as peças. Em 2013 não tinha, ai me criticaram por ter três volantes. Era verdade, mas não tinha as peças para montar um esquema e levar três ou quatro gols. Em 1994, o Brasil jogou feio e deu a volta olímpica. Quero jogar bonito e vencer, mas prefiro jogar feio e vencer”.

Prioridade entre Brasileirão e Copa do Brasil
“Eu falei que o caminho mais próximo da libertadores é a Copa do Brasil. Vamos jogar sempre com o que temos de melhor. Quando o jogador tiver algum problema, vou tirar. Mas não é poupar, é por não ter condição de jogar”.

Torcida
“É fundamental, qual o cantor que quer cantar e não ter o público a seu favor. Oscilamos em alguns jogos e o torcedor se afastou. O reflexo do torcedor é o que acontece dentro de campo. Hoje, nos apoiaram. Teve algumas vaias, mas a maioria apoiou. A torcida tem que saber que precisamos dela ao nosso lado”.



Veja também