Se dentro de campo está tudo parado para o Grêmio, fora dele o clube dribla os prejuízos financeiros. O Tricolor vendeu cinco vezes mais produtos pela internet do que antes da pandemia. Porém, teve queda de 10% nas arrecadações das lojas físicas.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, o diretor de marketing Beto Carvalho revela que o clube bateu R$ 1 milhão em vendas somente de forma online no mês de maio.

— Tivemos um mês de maio muito bom na loja virtual. Batemos em R$ 1 milhão nas vendas online, cinco vezes mais do que era antes da pandemia. Mas a maioria é uniforme, o 1 e 2 — contou.

Lançamento de novos uniformes impulsionou vendas online — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Lançamento de novos uniformes impulsionou vendas online — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

O Grêmio lançou os novos uniformes no dia 14 de maio e vendeu cerca de mil peças em quase 24h. Onze dias depois, a loja da GrêmioMania, na Arena, reabriu com os cuidados necessários. De lá para cá, houve uma queda de 10% nas vendas da loja.

– Abertura da loja física da Arena nesta primeira semana está com volume de vendas 90% do que era antes da pandemia em dias sem jogos. Se pegarmos os dias de março sem jogos, a média diária e a que tivemos agora, ficamos só 10% abaixo. É um número bom. Passa uma ideia consistente do engajamento da nossa torcida com a compra de produtos oficiais – acrescenta Carvalho.

Os uniformes estão à venda no site da GrêmioMania com preços entre R$ 259,90 (modelo Classic) e R$ 319,90 (modelo Atleta). Nas versões femininas, os preços são de R$ 199,90 (Classic) e R$ 249,90 (Atleta). O sócio com a mensalidade em dia ganha 20% de desconto.



Veja também