Edinho acredita em bola parada como diferencial do Grêmio diante do Toluca

Volante Edinho, que será titular na quarta-feira, comentou sobre a dificuldade da altitude no México

14 de fevereiro de 2016 - Às 12:09
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após uma longa viagem até a cidade de Toluca, no México, o Grêmio terá quatro dias antes da partida de estreia na Libertadores, na quarta-feira à meia noite (horário de Brasília). O objetivo do Grêmio em chegar antes ao México foi para que os jogadores possam se acostumar com a altitude de 2,6 mil metros.

– (A altitude) atrapalha um pouco sim. Mas o Grêmio fez bem em vir antes, até para pegar esta batida na bola. Isto pode fazer a diferença. Temos que treinar muito isto – avaliou o volante, que será titular na quarta-feira, na vaga do lesionado Walace.

Após a derrota diante do São José, o pensamento do grupo é de esquecer a noite ruim e pensar apenas na estreia. Conforme Edinho, todo o elenco de jogadores esperava por esta partida desde o início da temporada:

– A gente brincava na pré-temporada que queria que acontecesse logo esta estreia. Agora chegou este momento tão sonhado. Tomara que a gente possa ir bem – conta Edinho.

Os treinos do Grêmio no México ocorrem sempre às 16h, no horário local. Durante a manhã, os jogadores devem fazer trabalho físico no hotel.



Veja também