Edílson é suspenso por 5 jogos pelo STJD devido a briga no Gre-Nal 411

Volante colorado recebe pena de uma partida fora; Vitinho e Bolaños são absolvidos

3 de novembro de 2016 - Às 20:05

briga-grenal-411

O lateral-direito gremista Edílson pegou cinco jogos de suspensão pelos socos desferidos no colorado Rodrigo Dourado no Gre-Nal do segundo turno do Brasileirão, no último dia 23, pela 32ª rodada. O julgamento dos jogadores denunciados pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) devido a confusões no clássico foi realizado na tarde desta quinta-feira, no Rio de Janeiro, pela Quinta Comissão Disciplinar do órgão.

Com isso, o jogador tricolor poderá atuar novamente pelo Nacional somente na última rodada, diante do Botafogo, na Arena, por já ter cumprido uma partida pelo cartão vermelho recebido dentro de campo. No entanto, a decisão não tem influência na Copa do Brasil.

Já o volante do Inter recebeu pena de um jogo, também já cumprido. Bolaños e Vitinho foram absolvidos, assim como o técnico do Grêmio Renato Gaúcho pela expulsão contra o Palmeiras, na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil, em São Paulo.

Edílson, Dourado e Miller foram enquadrados no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por praticar agressão física e poderiam ser punidos por até 12 duelos. Enquanto a Procuradoria citou “socos” do lateral e do equatoriano, o volante acabou listado por “revide”. Já Vitinho foi citado por ato desleal ou hostil. Os atacantes gremista e colorado acabaram absolvidos pela comissão do STJD.

Renato Gaúcho também foi julgado nesta tarde, mas pela expulsão no confronto de volta das quartas de final da Copa do Brasil contra o Palmeiras. Ele foi citado pelo árbitro da partida, Elmo Alves Resende, por suposto desrespeito, mas também recebeu a absolvição.



Veja também