Foto: Cristiano Munari

O Grêmio tem um objetivo claro para o jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro nesta quarta-feira na Arena: vencer sem sofrer gols. Para alcançar essa meta, o lateral-direito Edílson alertou, em entrevista coletiva nesta terça, para os cuidados que o Tricolor deve ter com o lado esquerdo ofensivo do Cruzeiro. Por esse setor, o time mineiro criou as jogadas de seus três gols no empate entre as duas equipes por 3 a 3 pelo Brasileirão, no mês de junho.

“Nós enfrentamos eles no Mineirão. Sabemos da qualidade do Alisson e do lateral-esquerdo (Diego Barbosa). Quem jogar ali terá de ter o máximo de atenção. São jogadores velozes e tem que acompanhar a marcação. Não dá para trocar toda hora”, alertou o lateral, que ressaltou a necessidade de levar uma vantagem para a partida de volta no Mineirão.

“Uma vitória sem levar gols. Isso é um placar que a gente vai trabalhar para que aconteça. Vencer sem sofrer gol é um resultado que a gente gostaria muito. É uma semifinal, um jogo decisivo. A gente espera um jogo muito difícil, muito poderoso. A gente tem que atacar e defender bem para não levar gol”, projetou o lateral.

O Cruzeiro foi adversário do Grêmio na semifinal da Copa do Brasil do ano passado. Provocado a fazer uma comparação sobre o time mineiro, Edílson avaliou que o adversário está mais forte em 2017.

“Melhorou”, respondeu prontamente. “Eles se reforçaram com jogadores de alto nível, como o Thiago Neves e outros que chegaram. Penso que eles estão melhores que no ano passado. A gente tem que manter o que vinha fazendo. Temos que fazer o que fizemos no ano passado, a característica dos jogadores, de querer vencer. A gente respeita muito eles, mas quem quer ser campeão tem que enfrentar qualquer time”, completou.



Veja também