Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Quem saiu da base para ser o maior nome da história do Grêmio e alcançar projeção nacional sabe bem a importância de dar espaço aos garotos. Renato Portaluppi não se cansa de afirmar o gosto que tem por lapidar as joias tricolores. Arthur, Everton e Luan, embora não tenham sido pinçados pelo treinador, reluzem como os casos mais relevantes. O novo alvo é Darlan.

Formado no Tricolor, o jovem de 22 começou a receber oportunidades no ano passado. Na última quinta-feira, mostrou que está no caminho para ser titular. Sem Maicon, lesionado, desbancou Lucas Silva e virou o parceiro de Matheus Henrique na vitória por 2 a 0 sobre o Bahia.

E com protagonismo. Afinal, foi dele o segundo gol. Aos oito minutos do segundo tempo, recebeu de Everton e chutou de primeira para estufar a rede adversária. Fez o movimento que Renato tanto pede, de os volantes “pisarem” na área.

O trabalho com os meninos empolga Renato. Orgulhoso pelo processo que tem gerado frutos, parece rejuvenescer. Ao comentar sobre a evolução de Darlan, incorpora até o dialeto dos atletas. Em entrevista coletiva em Salvador, utilizou um dos bordões do humorista Nego Di, que faz sucesso no vestiário tricolor.

– É mais um garoto da base, uma joia nossa. Temos vários garotos. O trabalho é muito importante em qualquer clube. Temos revelado vários, é o que sustenta o clube. O Grêmio revela, forma e vende. Isso é o trabalho que temos feito com a base há quatro anos – reforçou o treinador.

“Darlan é mais uma joia. Terminamos o jogo com vários garotos. Como costumamos falar: é us guri (sic). O mais importante é que temos plena confiança. Esse é o segredo” (Renato)

Além do respaldo, Renato exige que todos os jogadores, sejam os de maior ou menor hierarquia, trabalhem com o mesmo empenho à espera da oportunidade. Se Darlan cresce na avaliação do treinador, Isaque se consolida.

– Falo com todos os garotos para estarem preparados. Essa trajetória se vê com o Isaque. Quando coloco, é porque damos uma lapidada ao chegar ao profissional. Procuramos passar tranquilidade e eles nos ajudam. É importante o trabalho do profissional com a base – destacou.

O Grêmio espera que esta fábrica de garotos siga em ebulição e revele novos jogadores. No final de semana, há mais uma oportunidade para que mostrem seu valor. O Tricolor recebe o Fortaleza na Arena, às 16h de domingo.



Veja também