A hora é de deixar qualquer diferença ou divergência para trás. A dois passos de estar em mais uma final, o Grêmio, na figura do presidente Romildo Bolzan Júnior, se posicionou e pediu para a torcida criar um clima de “união” com o time para o duelo com o Athletico, às 21h30 desta quarta, na Arena, pela semifinal da Copa do Brasil.

São esperados entre 42 e 45 mil pessoas na partida. Mas o ponto do mandatário gremista não era nem a quantidade de presentes. A manifestação do dirigente era para solicitar que os gremistas criassem um clima de “caldeirão” e fossem, a partir disso, determinantes para a construção de uma vantagem na semifinal.

Também foi pedido que se evite qualquer hostilidade aos atleticanos, como foguetório no hotel do clube. Se passar, o Grêmio vai para a sexta decisão de título com Renato Gaúcho: Copa do Brasil de 2016, Libertadores de 2017, últimos dois Gauchões, Recopa e Recopa Gaúcha.

– Estamos fazendo uma partida que é definitiva, fundamental, vai definir muitas coisas para o Grêmio. Uma disputa de mais uma perspectiva de jogar uma final da Copa do Brasil. Fica um pedido a torcida do Grêmio: que estejamos todos juntos, todos colocados numa posição de torcida, apoio, solidariedade, vontade de vencer – disse Romildo.

Não temos nenhuma razão de duvidar do Grêmio. Fica um parênteses. Independente do que aconteça, estaremos sempre juntos. Confiamos nos jogadores. Queremos que isso se reflita no comportamento da torcida aos jogadores. (Romildo Bolzan)

O pedido parece com uma justificativa nas entrelinhas: a reação da torcida a uma eventual escalação de André. O centroavante ganhou uma trégua após os dois gols sobre o Libertad, nas oitavas da Libertadores. Mas, ainda assim, enfrenta restrições dos torcedores. E deve iniciar o jogo como titular, embora Diego Tardelli também possa aparecer.

Presidente pede apoio da torcida na Arena — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Presidente pede apoio da torcida na Arena — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Já foram vendidos mais de 18 mil ingressos antecipadamente. Restam entradas apenas para cadeiras gold e camarotes, os espaços mais nobres do estádio. A previsão é de 42 a 45 mil pessoas na Arena.

Toda essa energia precisa estar direcionada positivamente para o Grêmio, conforme as palavras do presidente. O mandatário apareceu de surpresa para conceder entrevista antes da decisão, além de outros assuntos. A presença na sala de conferências do CT Luiz Carvalho, inclusive, fez o meia Alisson, que saía da bancada, abrir um largo sorriso.

É muito bom jogar do lado do nosso torcedor, sei que vão entrar e nos apoiar. vamos tentar fazer uma excelente partida para levar uma vantagem. (Alisson)

Grêmio e Athletico se enfrentam pela partida de ida nesta quarta-feira. O segundo jogo da semifinal ocorre na Arena da Baixada, no dia 4 de setembro.



Veja também