Dura realidade

29 de maio de 2011 - Às 00:35
O técnico Renato Gaúcho não esconde a falta de poder ofensivo que existe no Grêmio atualmente. A saída repentina de Jonas, a saída de Borges e a lesão de André Lima, deixaram poucas opções. Opções que estão começando a aparecer. Miralles já foi contratado.
Junior Viçosa é uma das poucas opções
Porém, em relação ao favoritismo do Brasileirão, Renato foi claro ao falar que outros clubes tem setor ofensivo melhor:
“Hoje os clubes brasileiros em relação ao Grêmio tem um poder ofensivo muito maior. Eu acho que por nossos problemas o ataque ainda é frágil. No último jogo tinha 38 anos, quase a idade do Paulo Baier. A experiência faz a diferença”, disse o comandante gremista, Renato Gaúcho.


Ansioso para colocar em campo o time com as novas contratações, Renato concluiu:
“Estou ansioso por montar o time que está na minha cabeça (com os reforços), e que brigue pelo título. Se tivéssemos isso já estaríamos montando. Tenho vários problemas, um grupo muito jovem. Mas estamos buscando os jogadores certos. Por hora o que vale é estar no ‘bolo’. Estou, sim, ansioso por montar um Grêmio forte pensando no título”, definiu Renato.


Veja também