Reprodução

O reflexo da eliminação na Libertadores, com a derrota por 5 a 0 para o Flamengo na semifinal ainda repercurtem no Grêmio. Durante a madrugada desta quarta-feira, torcedores fizeram protesto durante e penduraram faixas em uma avenida de Porto Alegre contra dirigentes e jogadores do clube.

Os alvos do protestos foram os jogadores Paulo Victor, Léo Moura, Diego Tardelli e André. Da direção, foram citados o vice de futebol Duda Kroeff e o CEO Carlos Amodeo.

– Respeitem o Grêmio, vagabundos! –dizia a faixa.

Embora o protesto, o Grêmio faz boa campanha no Brasileirão. Quarto colocado na tabela, o clube emendou cinco vitórias seguidas na competição, até ser derrotado por 1 a 0 pelo Flamengo, no final de semana. Após a partida, o técnico Renato Gaúcho cobrou reforços para seguir no clube em 2020.

No próximo domingo, às 16h, o Grêmio terá mais um duelo contra um adversário da ponta de cima. Enfrenta o vice-colocado Palmeiras, em São Paulo. O jogo, aliás, pode definir o título do campeonato, já que o Flamengo soma 13 pontos a mais do que o Verdão, a cinco rodadas do fim do Brasileirão.



Veja também